Governo catarinense consulta alunos e professores sobre volta às aulas na rede estadual

Foram desenvolvidas 12 questões para alunos e 19 para professores e funcionários

Por Oeste Mais

19/06/2020 14h45 - Atualizado em 19/06/2020 14h45


Professores e alunos da rede pública estadual de Santa Catarina estão recebendo da Secretaria de Estado da Educação (SED) uma sondagem on-line sobre a possibilidade de retorno às aulas. O assunto integra questionários enviados por direções de escolas a profissionais e estudantes.

 

São 12 questões para alunos e 19 para professores e funcionários. A pesquisa pergunta a estudantes de Ensino Médio:

 

▪ Em caso de retorno das aulas presenciais, você retornará a frequentar as aulas assiduamente?

 

▪ Se pudesse escolher, qual período sugere para o retorno das aulas presenciais?

 

Primeira quinzena de agosto;

 

Segunda quinzena de agosto;

 

Primeira quinzena de setembro;

 

Segunda quinzena de setembro;

 

Outubro em diante;

 

Não retornar em 2020.

 

A segunda questão também é apresentada a professores, com redação um pouco diferente.

 

Aos docentes, a Secretaria de Educação questiona "qual a capacidade máxima de estudantes e profissionais você sugere adequada"? São seis opções de resposta, entre 10% e 100%, além de "não retornar".

 

Ao longo da sondagem, alunos e professores são indagados sobre a presença em casa de idosos e pessoas com doenças "que deprimam o sistema imunológico". E se tiveram confirmação ou suspeita de infecção pelo novo coronavírus.



Aprendizagem

 

O questionário enviado às unidades de ensino também aborda as condições de ensino e aprendizagem neste período de aulas à distância. Professores devem responder sobre dificuldades no planejamento e organização das aulas remotas e quais ferramentas tecnológicas têm usado.

 

Estudantes são perguntados sobre acesso à internet, condições de estudo e aprendizagem.

 

O procedimento foi apresentado aos gerentes regionais da secretaria durante a manhã desta quinta-feira, dia 18.

 

Palavra final é da Saúde

 

Segundo a SED, a palavra final sobre quando e como as aulas presenciais na rede pública serão retomadas é da Secretaria de Estado da Saúde. O objetivo da sondagem é mapear o aproveitamento das atividades à distância para planejar a retomada das aulas presenciais.

 

"A partir dessas informações será possível verificar as principais dificuldades dos alunos nesse período, o número de professores e estudantes que estão no grupo de risco da covid-19, a infraestrutura das escolas, entre outros fatores que podem balizar as decisões sobre o retorno seguro à sala de aula", informou a SED, via assessoria de imprensa.

 

A partir desta sexta-feira, dia 19, um comitê passará a se reunir para traçar uma estratégia de retorno, com a participação de representantes do Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado, Federação Catarinense dos Municípios (Fecam), União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Sindicato dos Trabalhos em Educação (Sinte) e técnicos de cinco áreas da Secretaria de Estado da Saúde.

 

Segundo a SED, "O grupo analisará os protocolos adotados por países que retomaram as aulas e também as situações dos que retrocederam por conta do surgimento de novos casos de covid-19."

Com informações do NSC Total

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.