Alunos da rede estadual começam a voltar às aulas nesta quarta-feira

Todas as unidades de ensino retomarão as atividades com os estudantes até a próxima segunda-feira

Por Oeste Mais

05/02/2020 09h20 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Escolas estaduais começam a receber alunos nesta quarta-feira (Foto: Cristiano Estrela/Secom)

Para algumas cidades do estado, as aulas na rede estadual de ensino já começaram nesta quarta-feira, dia 5, como nos municípios das Coordenadorias Regionais de Jaraguá do Sul, Canoinhas, Lages, São Joaquim, Campos Novos e Curitibanos.

 

Várias outras coordenadorias começam o ano letivo nesta quinta-feira, dia 6, incluindo a Regional de Xanxerê. Já as Regionais de Araranguá, Chapecó, Criciúma, Dionísio Cerqueira, Itapiranga, Maravilha, Palmitos, Rio do Sul, São Miguel do Oeste, São Lourenço do Oeste e Taió têm o começo das aulas marcado para a próxima segunda-feira, dia 10.

 

A Regional de Caçador ainda possui uma exceção. Os municípios de Rio das Antas e Matos Costa iniciam no dia 5 de fevereiro, enquanto os demais no dia 6 para se adequar à rede municipal. O mesmo ocorre na Regional de Seara, onde as cidades de Xavantina e Seara começam as aulas no dia 6 e as demais no dia 10.

 

As Regionais que irão começar no dia 10 pediram o adiamento do começo das aulas para se adequar ao início do ano letivo das redes municipais e, consequentemente, da atuação do transporte escolar nas regiões.

 

O ano letivo de 2020 da rede estadual terminará no dia 16 de dezembro e o recesso escolar será entre 20 de julho e 2 de agosto. Adequações no calendário podem ser feitas pelas escolas, juntamente com as Coordenadorias de Educação, de acordo com as necessidades e atividades locais e regionais. Ainda assim, é obrigatório o cumprimento à legislação, que determina o mínimo de 200 dias letivos e 800 horas-aula. A exceção fica por conta das escolas que aderiram ao Novo Ensino Médio, que devem cumprir no mínimo 1000 horas-aula de atividades.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.