Alunos de Passos Maia recebem orientações sobre combate ao Aedes aegypti

Palestras devem envolver cerca de 500 estudantes de todas as escolas do município até o final da semana

Por Jeferson Rubens Coppini

16/03/2016 16h25 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Mais de 500 estudantes devem ser orientados em todo o município (Foto: Divulgação)

Uma semana de palestras sobre o combate ao mosquito Aedes aegypti está envolvendo estudantes de todas as escolas da cidade e interior de Passos Maia. As atividades são realizadas pela Secretaria de Saúde e o setor de Vigilância Epidemiológica do município.

 

Panfletos com uma série de orientações são entregues aos alunos, que aproveitam os momentos para tirar dúvidas. O trabalho é conduzido pela secretária de Saúde Dina Gandolfi e a coordenadora da Vigilância Epidemiológica Diandra Dechigiovanni.

 

“A importância dessa ação é envolver alunos e professores”, avalia a secretária. “Que nós tenhamos cada vez mais gente envolvida no combate ao Aedes aegypti, chamando todos para essa responsabilidade, que não é só da Secretaria de Saúde, mas de todos”, reforça Dina.

 

Na avaliação da coordenadora da Vigilância Epidemiológica, as crianças e adolescentes são instrumentos importantes para a conscientização dos moradores sobre a necessidade de prevenir o surgimento do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

 

“Estamos buscando cada dia mais parceiros para essa empreitada. Entregamos folders e fazemos a parte de educação e vigilância com as crianças. Explicamos sobre o que devemos fazer para o mosquito não chegar aqui”, conta Diandra, estimando que até o final de semana sejam orientados mais de 500 estudantes em todo o município.

 

Precaução

 

Um foco do mosquito Aedes aegypti foi encontrado recentemente em Passos Mais. A Vigilância Epidemiológica encaminhou as larvas para uma análise técnica, com o exame apontando resultado negativo para a presença dos vírus da dengue, zika e chikungunya. O foco foi localizado em uma das sete armadilhas espalhadas pelo município. Outros quatro pontos estratégicos também são monitorados com frequência.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.