120 escolas catarinenses terão Novo Ensino Médio em 2020

Modelo tem uma carga horária maior, currículo mais flexível e organizado por áreas do conhecimento

Por Oeste Mais

14/11/2019 08:04 - Atualizado em 14/11/2019 08:31



120 escolas aderiram ao Novo Ensino Médio (Arte: Heber Coimbra / Secom)

O Novo Ensino Médio será implantado a partir de 2020 em 120 escolas-piloto de Santa Catarina. O modelo tem uma carga horária maior, currículo mais flexível organizado por áreas do conhecimento, no lugar de disciplinas. O Novo Ensino Médio é voltado para as necessidades, competências e habilidades essenciais a serem desenvolvidas pelo aluno.

 

Essa política foi definida na Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017, que estabelece que todas as escolas do país devem adotar o modelo até 2022. De acordo com o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, a mudança será gradativa e as 713 escolas que oferecem Ensino Médio no estado já estarão trabalhando com o novo modelo até o final de 2022. Segundo Uggioni, o estado catarinense aderiu ao Novo Ensino Médio compreendendo que esta é forma de aprendizado que realmente irá preparar os jovens para o futuro, tanto na vida acadêmica quanto na formação técnica.

 

Compete aos estados a organização de rotas de aprendizagem. Nesta terça-feira e quarta-feira, dias 12 e 13, cerca de 200 profissionais das 120 escolas que aderiram ao chamado do Ministério da Educação (MEC) passaram por formação realizada pela Secretaria de Estado da Educação (SED) para iniciarem o modelo em 2020.

 

O 1º Encontro Formativo do Novo Ensino Médio Integração e Flexibilização Curricular é um novo passo na sistematização e comunicação das ações em Santa Catarina. Coordenadores das 36 regionais de Educação no estado e coordenadores pedagógicos do Novo Ensino Médio nas escolas participam da formação sobre conceitos, nova estrutura curricular e proposta pedagógica.

Formação dos coordenadores pedagógicos nesta quarta-feira, dia 13 (Foto: Mauricio Vieira/Secom)

Mudanças na carga horária e itinerários formativos

 

No dia a dia dos estudantes, uma das principais mudanças será a carga horária, das atuais 800 horas/aula/ano para mil horas. As horas/aula distribuem-se entre a Formação Geral Básica, mínimo de 1,8 mil horas nos três anos; e a Formação Específica via Itinerários Formativos, contemplando habilidades próprias a uma ou mais áreas de conhecimento ou formação técnica e profissional, mínimo de 1,2 mil horas nos três anos.

 

A Formação Geral encontra embasamento na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que propõe a organização curricular por áreas do conhecimento: Linguagens e suas tecnologias; Matemática e suas tecnologias; Ciências da Natureza e suas tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

 

Já os chamados Itinerários Formativos são a parte flexível do currículo, compreendendo: o Projeto de Vida; os Componentes Curriculares Eletivos e as Trilhas de Aprofundamento. A rede estadual de ensino de Santa Catarina optou pela distribuição desta carga horária ao longo das três séries do Ensino Médio, aumentando, a cada ano, a proporção da Formação Específica em relação à Formação Geral.

 

Sobre o Ensino Médio em SC

 

Em 2019, 190 mil alunos estão matriculados no Ensino Médio da rede estadual de Santa Catarina. São 713 unidades escolares que ofertam essa etapa no ensino regular. Outros 15,5 mil alunos cursam o Ensino Médio na Educação de Jovens e Adultos (EJA).




COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.