Supermercados e energia elétrica lideram arrecadação de ICMS em SC

Estado alcançou R$ 2,4 bilhões em fevereiro, segundo dados divulgados pelo governo

Por Oeste Mais

06/03/2019 09:25



Os setores de supermercado e energia elétrica lideraram a arrecadação tributária bruta de Santa Catarina, que alcançou R$ 2,4 bilhões em fevereiro.  As vendas de redes de varejo, transportes e bebidas também contribuíram positivamente para o resultado, segundo dados divulgados pelo governo catarinense.

 

Apesar do avanço na receita de 18,04% no período na comparação com fevereiro de 2018, os desembolsos para pagamento da dívida também cresceram. Houve um aumento de 31,9% comparando com 2018 e de 106,3% em relação a 2017. Somente entre 2019 e 2022, está previsto um desembolso de R$ 12 bilhões da dívida com a União e bancos federais.

 

O maior crescimento da arrecadação de fevereiro foi registrado pelo setor supermercadista, com incremento de 57,2% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Já as redes de varejo registraram alta de 34,6%.

 

Os bons resultados se devem ao aumento de turistas que visitaram o estado durante a temporada de verão. Em algumas cidades, como Florianópolis, a taxa de ocupação no início do ano chegou a 100% na rede hoteleira. Outra categoria que teve acréscimo em função do turismo foi a de transportes, com 30,1%.

 

No consumo de energia elétrica, o aumento refletiu as elevadas temperaturas de janeiro. O segmento teve uma alta de 46,8% na arrecadação de fevereiro comparado ao mesmo período do ano passado. A presença de turistas no litoral do estado também contribuiu para o bom resultado.

 

O setor de bebidas registrou incremento de 24,1% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Os números favoráveis na arrecadação do segmento refletem o aumento no volume de fornecimentos dos fabricantes para o varejo em janeiro. Além disso, o reforço nas atividades de fiscalização e o monitoramento do fisco catarinense garantiram a entrada de ICMS no estado. Em valores reais, o acréscimo foi de R$ 31,8 milhões.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.