Proprietários de veículos com placas final 3 têm até segunda-feira para pagar primeira parcela do IPVA

Catarinenses estão pagando em média 3,2% a menos do que o valor do ano passado

Por Oeste Mais

08/03/2019 08:42 - Atualizado em 08/03/2019 08:42



Proprietários de veículos com placas que terminam em 3, que optarem por pagar o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) em três vezes sem juros, podem quitar a primeira parcela até segunda-feira, dia 11. As demais parcelas têm vencimento no dia 10 dos meses seguintes, neste caso, abril e maio. O prazo para pagamento do imposto em cota única é 1º de abril. Já os contribuintes com veículos placas final 1 e 2, podem pagar a segunda parcela e a terceira parcela do imposto também no dia 11, respectivamente.

 

Em 2019, os catarinenses estão pagando em média 3,2% a menos de IPVA em relação ao valor do ano passado. O índice representa a desvalorização dos veículos em relação a 2018, de acordo com a tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), utilizada pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC) como base de cálculo. Em Santa Catarina, o tributo varia entre 1% e 2% do valor venal do veículo.

 

A quitação do imposto é um dos requisitos para licenciar o veículo. O não pagamento também implica em notificação fiscal, com multa de 50% do valor devido, mais juros Selic ao mês ou fração.

 

Dos 5 milhões de veículos em circulação no estado, 3,3 milhões são tributados. Os demais têm isenção ou imunidade (veículos antigos, táxis e portadores de deficiência). Motocicletas até 200CC estão isentas, desde que não tenham sido penalizadas por infração de trânsito em 2018.

 

Alíquotas do IPVA em SC

 

▪ 2% para veículos de passeio, utilitários e motor-casa, nacionais ou estrangeiros;

 

▪ 1% para veículos de duas ou três rodas e os de transporte de carga ou passageiros (coletivos), nacionais ou estrangeiros;

 

▪ 1% para veículos destinados à locação, de propriedade de locadoras de veículos ou por elas arrendados mediante contrato de arrendamento mercantil.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.