Greve dos caminhoneiros chega ao nono dia com manifestos em rodovias de SC

Abastecimento de combustível e alimentos, saúde e educação estão entre os principais impactos da paralisação

Por Oeste Mais

29/05/2018 09:31 - Atualizado em 29/05/2018 14:31



Os protestos de caminhoneiros entraram no nono dia nesta terça-feira, dia 29, em todo o país. As manifestações continuam em Santa Catarina e pelo menos outros 23 estados e no Distrito Federal. Além dos impactos nas estradas, há transtornos em diferentes setores do estado, como o abastecimento de combustível e alimentos, saúde e educação.

 

As rodovias estaduais e federais de Santa Catarina têm pontos de atenção com protestos, mas o balanço e a relação dos trechos não foram divulgados nesta manhã pela Polícia Rodoviária Federal e Estadual. Por volta das 7 horas, na BR-101 eram cinco pontos com manifestantes, sendo que o km 116, sentido Sul de Itajaí, chegou a ficar totalmente parado. Além destes pontos, na região Norte havia outros 14 até as 8h40.

 

Até esta segunda-feira, dia 28, eram pelo menos 150 pontos de manifestação, Santa Catarina era o terceiro estado com mais pontos de manifestação — 68 nas BRs e 82 nas SCs. Os outros estados que lideravam eram Rio Grande do Sul e Paraná.

 

Os veículos estão estacionados no acostamento e também em postos de combustíveis e não atrapalham o trânsito, apenas caminhões de carga são parados pelos manifestantes.

 

Na manhã desta terça, manifestantes fizeram um protesto na BR-101 e chegaram a interditar totalmente um trecho em Itajaí, no Vale. Em apoio aos atos, a circulação dos ônibus foi interrompida às 8 horas em Florianópolis e região, segundo o sindicato da categoria. Joinville, Blumenau, Chapecó e Criciúma também enfrentam redução nos horários dos coletivos.

Com informações do G1/SC


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.