FGTS poderá ser usado como garantia em empréstimos

Opção é para trabalhador que aderir ao saque-aniversário dos recursos do fundo, a partir do ano que vem

Por Oeste Mais

06/08/2019 13:47 - Atualizado em 06/08/2019 13:47



A partir do ano que vem, o trabalhador que aderir ao saque-aniversário das contas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) poderá usar os recursos recebidos anualmente como garantia em empréstimos. Essa modalidade não tem relação com os saques de R$ 500 do FGTS que serão liberados este ano.

 

O governo espera que R$ 150 bilhões em financiamentos sejam concedidos nessa modalidade nos próximos dois anos. 

 

É importante lembrar que quem optar pelo empréstimo vai pagar juros para ter acesso a um dinheiro que já é seu, mas que não tem liquidez imediata, ou seja, não pode ser sacado a qualquer momento. Nessa modalidade de crédito, o banco vai usar os recursos do saque-aniversário como garantia: ele empresta dinheiro ao trabalhador, e recebe de volta sempre que for feito o saque anual.

 

No modelo atual, o trabalhador só pode retirar os recursos do FGTS em situações específicas como a aposentadoria, a demissão sem justa causa ou a compra de um imóvel.

 

Quando vale a pena

 

Para quitar dívidas mais caras

 

A expectativa é que os financiamentos vinculados ao FGTS tenham juros mais baixos que outras linhas de crédito existentes, já que a instituição financeira terá como garantia um dinheiro administrado pelo governo, com baixíssimo risco de calote.

 

Por isso, pode valer a pena pedir esse tipo empréstimo para quitar dívidas mais caras, como o cheque especial, o cartão e o empréstimo pessoal.

 

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.