Bolsa de Valores atinge 1 milhão de investidores pela primeira vez na história

Número de cadastrados na B3 chegou a 1.046.244 em abril, mas representa apenas 0,5% da população brasileira

Por Oeste Mais

10/05/2019 08:18



Sede da B3, a bolsa brasileira, no Centro de São Paulo (Foto: Divulgação/B3)

A Bolsa de Valores (B3) alcançou em abril a marca histórica de 1 milhão de investidores pessoas físicas, depois de quase uma década patinando na casa dos 600 mil. Embora o número seja relevante, não há muito o que comemorar: ele representa menos de 0,5% da população brasileira.

 

Nos Estados Unidos, por exemplo, metade dos norte-americanos investe em renda variável. Na Europa e na Ásia, a proporção gira entre 20% e 30% da população, dependendo do país.

 

A marca histórica também está aquém do que os próprios dirigentes da antiga Bovespa imaginavam no início dos anos 2000, quando menos de 100 mil pessoas físicas estavam na Bolsa. Naquela época, a meta era alcançar 5 milhões em uma década.

 

Em 2014 a meta foi reiterada para 2018. No final do ano passado, a Bolsa contabilizava 813 mil pessoas, 200 mil a mais do que em 2017. De janeiro a abril de 2019, outras 200 mil pessoas passaram a investir em ações.

Com informações do UOL


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.