Volkswagen Fox sai de linha após 18 anos

Depois de 1,8 milhão de unidades produzidas, o espaçoso "hatch altinho" que tentou substituir o Gol se despede

Por Oeste Mais

08/10/2021 09h17



Um dos melhores carros compactos do país, produzido sob o conceito de construção em torno dos passageiros, o Volkswagen Fox deixa de ser produzido após 18 anos seguidos. O fim do Fox encerra um ciclo na Volkswagen - o do carro criado fora dos consagrados conceitos da matriz alemã.

 

O Fox foi uma criação do designer Luiz Alberto Veiga. A ideia era fazer um carro que fosse compacto por fora, mas com o espaço interno do Golf. Porém, os alemães não gostaram da ideia é Veiga não conseguiu convencer o chefe mundial de engenharia da Volkswagen em Wolfsburg.

 

Entretanto, um dos diretores de design gostou e levou Veiga ao diretor mundial da Volkswagen, que deu o sinal verde. Veiga já tinha o mérito de ter desenhado o Gol Bolinha, que foi um grande sucesso de vendas na Volkswagen do Brasil. O Fox chegou a ser exposto em salões europeus. 

 

Ao longo de sua carreira, o Fox teve mais de doi milhões de unidades produzidas em São José dos Pinhais (PR). O carro estreou em outubro de 2003. Já em  2004 vendeu 54,4 mil unidades. Cresceu tanto no mercado que chegou a vender 167,1 mil unidades em 2012, seu melhor ano. Depois, sem atualizações importantes, foi caindo e vendeu apenas 20,4 mil unidades em 2020. Este ano, até setembro, o Fox emplacou pouco menos de 16 mil unidades.

 

A Volkswagen achou uma forma inteligente de comunicar o fim do Fox. Segundo a empresa, o carro sai de linha para dar espaço à produção do SUV T-Cross,  que já passou de 200 mil unidades produzidas. Na verdade, não é só isso. Carros como o Fox, criados especialmente para o mercado local, não têm mais espaço dentro da empresa. Tanto que até mesmo o Gol, 27 vezes campeão nacional de vendas, tem o seu futuro ameaçado. Até agora ninguém (fora da VW) sabe ao certo se o Gol ganhará uma nova geração ou se terá o mesmo destino do Fox.

Volkswagen Fox deixa o mercado brasileiro após 18 anos (Foto: Divulgação)

Com informações da Terra


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.