Transferência via PIX terá limite de R$ 1.000 no período noturno, anuncia Banco Central

Objetivo é evitar crimes, já que sistema tem sido usado por criminosos para roubos e fraudes

Por Redação Oeste Mais

27/08/2021 17h44



Transferências via PIX serão limitadas a R$ 1 mil no período noturno, anunciou nesta sexta-feira, dia 27, o Banco Central, que está adotando também um conjunto de outras medidas para tornar o uso do PIX mais seguro.

 

De acordo com o BC, a limitação de transferências realizadas entre pessoas físicas no período noturno tem o objetivo de evitar roubos. As informações são de uma reportagem publicada pelo G1.

 

Confira as principais mudanças

 

● Limitar a R$ 1.000 a soma das operações realizadas entre pessoas físicas (incluindo MEIs) utilizando meios de pagamento em arranjos de transferência no período noturno (das 20 horas às 6 horas), incluindo transferências intrabancárias, PIX, cartões de débito e liquidação de TEDs;

 

● Oferecer aos clientes a possibilidade de reduzir ou aumentar os limites do sistema PIX para os períodos diurno e noturno; A redução terá efeito imediato, enquanto que o aumento levará de 24 a 48 horas para ser efetivado.

 

● Determinar que as instituições ofertem funcionalidade que permita aos usuários cadastrar previamente contas que poderão receber Pix acima dos limites estabelecidos;

 

● Estabelecer prazo mínimo de 24h para que o cadastramento prévio de contas por canal digital produza efeitos, impedindo o cadastramento imediato em situação de risco;

 

● Estabelecer o prazo mínimo de 24 horas e máximo de 48 horas para a efetivação de pedido de aumento de limites de transações com meios de pagamento feito usuário por canal digital,(TED, DOC, transferências intrabancárias, PIX, boleto, e cartão de débito);

 

● Permitir que os participantes do PIX retenham uma transação por 30 minutos durante o dia ou por 60 minutos durante a noite para a análise de risco da operação;

 

● Exigir histórico comportamental e de crédito para que empresas possam antecipar recebíveis de cartões com pagamento no mesmo dia.

 

O PIX é um mecanismo de transferência de recursos que opera em tempo real, 24 horas por dias. O sistema tem sido utilizado por criminosos para a prática de fraudes. Instituições financeiras estavam pressionando o Banco Central por mudanças que garantam mais segurança do sistema.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.