Estado inicia entrega de cartões do SC Mais Renda e ativa linha de crédito empresarial

Nesta segunda-feira, foi realizada a entrega simbólica a três beneficiários no Centro Administrativo, em Florianópolis

Por Oeste Mais

26/07/2021 14h10 - Atualizado em 26/07/2021 14h10



O programa SC Mais Renda, criado pelo Governo do Estado para atender a famílias que tiveram a renda afetada pela pandemia e que não receberam nenhum auxílio federal, já começou a distribuir o primeiro lote de cartões. Na manhã desta segunda-feira, dia 26, foi realizada a entrega simbólica a três beneficiários no Centro Administrativo, em Florianópolis. Na ocasião, também foi anunciado o início da operação do SC Mais Renda Empresarial, com linhas de crédito com juros subsidiados para micro e pequenos empreendedores.

 

Entre os três beneficiários que participaram da primeira entrega, estava Matheus Cezar Gonçalves, morador de São João Batista. No início da pandemia, perdeu o emprego e, desde então, faz trabalhos informais como pintura e jardinagem. Ele ficou sabendo sobre o SC Mais Renda no site do governo, onde fez a inscrição. 

 

“A notícia me deixou muito feliz, vou usar o dinheiro para comprar alimentos, porque ajudo minha família. Meu pai tem problema de visão e minha mãe é faxineira”, contou. Além dele, também estiveram as beneficiárias Karine Salvaterra Paiter, de São Pedro de Alcântara, e Clotude Vilmas, de Tijucas.

 

O secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, destacou a importância das iniciativas para apoiar pessoas e empresas catarinenses. 

 

"São programas complementares. O SC Mais Renda oferece auxílio às pessoas que realmente mais precisam, e o SC Mais Renda Empresarial concede empréstimos com juros subsidiados para os pequenos negócios. Assim, o Governo do Estado cumpre seu papel em construir políticas públicas que beneficiam o cidadão, gerando empregos e fomentando o desenvolvimento", afirmou.

 

Próximos passos

 

Os beneficiários do SC Mais Renda já cadastrados para o primeiro lote devem verificar a aprovação do cadastro no site SC Mais Renda. No mesmo endereço, também é possível verificar em qual Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) deve ser retirado o cartão, a partir desta terça-feira, 27. O crédito de R$ 300,00 da primeira parcela também estará liberado nesta terça.

 

Os trabalhadores que perderam vínculo formal de emprego entre 19 de março de 2020 e 1º de maio de 2021 em empresas dos setores contemplados pelo SC Mais Renda ainda podem se cadastrar até o dia 30 de setembro de 2021 no site SC Mais Renda. Atualmente, há 9.927 catarinenses aprovados para receber o benefício neste primeiro lote.

 

O secretário adjunto do Desenvolvimento Social, Daniel Netto Cândido, destacou que a entrega dos cartões é resultado da união de esforços e muito trabalho. “Agradecemos muito pelo trabalho de toda equipe e pelo apoio de cada município, que é essencial para fazer a entrega aos beneficiários. Estamos muito felizes, pois não há outro sentido de estarmos aqui se não for para melhorar a vida dos catarinenses”, afirmou.

 

SC Mais Renda Empresarial

 

O SC Mais Renda Empresarial é uma linha de crédito criada pelo Governo de Santa Catarina para atender micro e pequenos empreendedores afetados pela pandemia de Covid-19. Os juros serão totalmente subsidiados para aqueles que permanecerem adimplentes. O crédito é viabilizado pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e pela Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc), com apoio de cooperativas de crédito conveniadas.

 

“É um apoio ao fomento e à continuidade da alavancagem tão necessária para o desenvolvimento da economia catarinense. Com esse programa, levamos mais crédito à base da pirâmide, que são as micro e pequenas empresas”, resumiu o diretor presidente do Badesc, Eduardo Machado. “Nosso papel é ajudar as empresas que mais foram atingidas pela pandemia, com crédito, prazo e subsídio integral”, acrescentou o superintendente da Agência de Santa Catarina do BRDE, Marcone Souza Melo.

 

A linha poderá ser solicitada por micro e pequenas empresas com sede em Santa Catarina e faturamento bruto de até R$ 4,8 milhões por ano, que tenham atividade principal ou secundária nos setores de turismo, bares, restaurantes, eventos, educação e transportes. É possível solicitar crédito de R$ 10 mil a R$ 100 mil, de acordo com análise realizada pela instituição.

 

Além do pagamento das parcelas em dia para ter direito aos juros subsidiados, os micro e pequenos empreendedores beneficiados devem manter quadro de funcionários compatível com a realização da sua atividade econômica, mantendo, no mínimo, o mesmo quadro de funcionários pelo período da carência concedida.

 

Os atos também tiveram a participação do deputado estadual Sérgio Motta, do diretor de Acompanhamento e Recuperação de Créditos do BRDE, Marcelo Haendchen Dutra, do diretor financeiro do BRDE, Vladimir Arthur Fey, dos prefeitos Charles da Cunha (São Pedro de Alcântara) e Eloi Mariano Rocha (Tijucas), do vice-prefeito Almir Peixer (São João Batista), da secretária adjunta da Fazenda, Michele Roncalio, dos secretários municipais de Assistência Social e dos técnicos do Governo do Estado.

 

Nas próximas semanas, será lançada a linha de crédito específica para microempreendedores individuais (MEIs).


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.