Termina nesta quarta-feira o prazo para receber primeira parcela do auxílio em julho

Auxílio emergencial de SC é de R$ 900, divido em três parcelas de R$ 300

Por Oeste Mais

23/06/2021 13h36 - Atualizado em 23/06/2021 13h36



Termina nesta quarta-feira, dia 23, o prazo de cadastro para quem deseja receber a primeira parcela do SC Mais Renda, o auxílio emergencial do Governo do Estado, no mês de julho.

 

A partir desta data, o cadastramento segue aberto e poderá ser realizado até o dia 30 de setembro de 2021.

 

O auxílio emergencial do Governo de Santa Catarina é de R$ 900, divido em três parcelas de R$ 300 e beneficia profissionais que perderam o vínculo formal de emprego durante a pandemia e pessoas em situação de vulnerabilidade.

 

Para realizar a solicitação acesse este link.

 

"O cartão do SC Mais Renda poderá ser utilizado no pagamento de alimentação e despesas essenciais em milhares de estabelecimentos credenciados em todos os municípios catarinenses”, informou o governador.

 

Estão aptos a solicitar o SC Mais Renda os trabalhadores que perderam o vínculo formal de emprego entre 19 de março de 2020 e 1º de maio de 2021 nos segmentos de alimentação, hospedagem, eventos, design, artes cênicas, turismo e transporte público, desde que não tenham recebido o auxílio emergencial federal e o seguro-desemprego, entre outros, e não tenham vínculo ativo de trabalho até 9 de junho de 2021.

 

Serão contempladas ainda as famílias que constam no CadÚnico até o dia 9 de junho de 2021 e estão em situação de pobreza ou extrema pobreza, desde que não tenham recebido o benefício do Programa Bolsa Família nem auxílio emergencial federal.

 

Pessoas que recebem Benefício de Prestação Continuada (BCP) também não tem direito ao SC Mais Renda. Neste caso, a aprovação do benefício será automática, após o cruzamento de informações quanto aos requisitos impeditivos.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.