Vendas no comércio catarinense crescem 6,3% em novembro

Volume de vendas no segmento varejista ampliado, que engloba todas as atividades, inclusive materiais de construção e veículos, aumentou 6,3% em novembro de 2020

Por Oeste Mais

15/01/2021 16h33 - Atualizado em 15/01/2021 16h33



O comércio catarinense continua em um cenário de crescimento. O volume de vendas no segmento varejista ampliado, que engloba todas as atividades, inclusive materiais de construção e veículos, aumentou 6,3% em novembro de 2020, na comparação com o mesmo mês de 2019.

 

O desempenho supera a média nacional de 4,1%. É a sexta taxa positiva consecutiva. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio, divulgada nesta sexta-feira, dia 15, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

 

O resultado é também 0,5% superior a outubro, que já vinha com um crescimento de 2%. No acumulado do ano, a alta foi de 2,7%. Já a variação acumulada dos últimos 12 meses apontou um crescimento de 3,5%. Santa Catarina foi o único estado do Sul do Brasil que cresceu no varejo, já que Rio Grande do Sul e Paraná apresentaram queda.

 

“O comércio catarinense vem crescendo desde maio, se recuperando das perdas do começo da pandemia. É um movimento de retomada, que une um trabalho estratégico e de aproximação com o setor produtivo. Nossa missão é seguir atuando unidos, já que fomentar o emprego e renda é fundamental”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Celso Albuquerque.

 

Atividades

 

O crescimento do varejo ampliado, na comparação com novembro de 2019, foi impulsionado pelos segmentos de móveis e eletrodomésticos (22,2%); materiais de construção (18,3%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (10,6%); hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (9,2%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (3,8%); e Veículos e Motocicletas (3,3%).


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.