Inflação fecha 2020 em 4,52%, maior taxa acumulada em quatro anos

Dado foi divulgado nesta terça-feira pelo IBGE

Por Oeste Mais

12/01/2021 10h16



Pressionado principalmente pelos preços dos alimentos e bebidas, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o indicador oficial de inflação do Brasil, fechou 2020 com a maior taxa acumulada desde 2016, alcançando 4,52%, acima dos 4,31% registrados em 2019, segundo dados divulgados nesta terça-feira, dia 12, pelo IBGE.


Esse índice ainda é o maior desde 2016, quando a inflação do Brasil foi de 6,3%. 

 

Os números estão acima da meta central de inflação para o ano passado, de 4%, mas dentro do intervalo de tolerância, de 2,5% a 5,5%. O valor registrado no último mês do ano é 0,46 ponto percentual acima do 0,89% de novembro.

 

Segundo o IBGE, o grupo alimentação e bebidas foi o principal responsável pelo IPCA acumulado de 2020. Ele apresentou a maior alta (14,09%), encerrando 2020 com a maior variação acumulada no ano desde dezembro de 2002 (19,47%).


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.