Procon constata diferença de até 699% no preço do material escolar em SC

Veja dicas para economizar na hora de fazer as compras dos materiais escolares

Por Oeste Mais

06/01/2021 10h06 - Atualizado em 06/01/2021 10h06





Pesquisar bem os preços antes de comprar o material escolar pode gerar uma boa economia. É o que aponta uma pesquisa realizada pelo Procon de Santa Catarina, indicando que a diferença de valores entre produtos similares chega a variar até 699%.

 

Um exemplo é o caso de uma caneta esferográfica, que pode ser encontrada por R$ 1,00 ou R$ 7,99 em estabelecimentos visitados pelos fiscais do órgão na capital catarinense.

 

Ao todo foram pesquisados os valores de 17 itens constantemente solicitados pelas escolas. Borracha, canetas e tintas para pintura são os que mais oscilam.

 

Pedidos abusivos

 

O Procon/SC recomenda que os pais fiquem atentos aos pedidos das escolas, pois algumas instituições podem fazer pedidos que não cabe a eles fornecerem, como álcool, giz e pincel para lousa, lenços descartáveis, copos plásticos ou medicamentos.

 

De acordo com o diretor do órgão, Tiago Silva, a escola só pode exigir os materiais utilizados nas atividades diárias do aluno e em quantidade razoável. Também não pode haver especificação da marca ou do local para compra.

 

Dicas

 

O diretor do Procon/SC sugere que, antes de ir às compras, o consumidor verifique quais dos produtos da lista de material já possui em casa e, ainda, se estão em condição de uso, evitando assim compras desnecessárias. Outra forma de economizar é promover a troca de livros didáticos entre alunos.

 

Alguns estabelecimentos concedem bons descontos para compras em grandes quantidades, dessa forma pode ser interessante efetuar compras coletivas, em parceria com outros pais. Nas compras pela internet o consumidor deve estar atento ao site acessado, verificando se é confiável e se apresenta segurança. Além disso, é preciso verificar o custo do frete, que pode encarecer a compra.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.