Governo catarinense permite abertura de padarias e açougues

Indústrias também deverão adotar medidas internas de saúde no trabalho para evitar a transmissão do novo coronavírus

Por Oeste Mais

23/03/2020 10h30 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



O governo de Santa Catarina fez um ajuste no decreto 515/2020, publicado na semana passada com restrições de circulação por conta do novo coronavírus. As mudanças foram oficializadas em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE) desta segunda-feira, dia 23. As padarias, mercearias, açougues e peixarias foram incluídos como serviços privados essenciais. Antes havia dúvidas sobre estes tipos de serviços.

 

Isso permite que estes estabelecimentos possam ficar abertos, assim como os supermercados, postos de combustíveis e farmácias. A recomendação do governo é que sejam mantidas as regras de distanciamento de 1,5 metros dentro dos espaços.

 

Outra mudança diz respeito às indústrias. A partir das mudanças, o número de funcionários ficará limitado a 50% do total de trabalhadores por turno. A exceção estará nas agroindústrias, indústrias de alimentos e indústrias de insumos para a saúde. Para continuar operando, as empresas do setor vão ter que priorizar o afastamento, sem prejuízo de salários, dos empregados pertencentes ao grupo de risco.

 

As indústrias também deverão  adotar medidas internas de saúde no trabalho para evitar a transmissão do novo coronavírus. O uso de veículos de fretamento para transporte de trabalhadores fica limitado a 50% da capacidade de lotação de cada veículo.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.