Decreto regulamenta produção de queijos artesanais em Santa Catarina

Documento foi publicado pelo governo do estado na última sexta-feira

Por Oeste Mais

25/11/2019 10h17 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Queijo artesanal passa a ser regulamentado por decreto em SC (Foto: Divulgação)

Um decreto publicado na última sexta-feira, dia 22, pelo governo do estado, regulamenta a produção e comercialização de queijos artesanais de leite cru em Santa Catarina. Uma lei estadual já tratava do tema, mas ainda faltava um dispositivo para regrá-la. A legislação foi sancionada em janeiro de 2018 com base em um projeto aprovado na Assembleia Legislativa (Alesc), de autoria de João Amin (Progressistas).

 

Pela lei, enquadra-se como queijo artesanal aquele elaborado com leite cru da própria fazenda, com métodos tradicionais, com vinculação ao território de origem, conforme Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade (RTIQ) estabelecido para cada tipo e variedade, sendo permitida a aquisição de leite de propriedades rurais próximas desde que atendam todas as normas sanitárias pertinentes. O texto ainda estabelece como queijaria o espaço destinado à produção do produto dentro de uma propriedade.

 

O decreto determina os percentuais físico-químicos recomendados como requisitos para os queijos artesanais conforme a matéria gorda, umidade e maturação. O produto tradicional deve ser maturado por no mínimo 60 dias. O documento ainda impõe cuidados específicos com a água e o leite usados.

 

As queijarias, onde os produtos vão ficar armazenados, também precisam cumprir especificações técnicas, principalmente sanitárias. A fiscalização das regras será feita pela Cidasc, com previsão de multa para descumprimento. Veja aqui, entre as páginas 2 a 5, os detalhes da regulamentação.

Do NSC Total


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.