Homem morre por asfixia após incêndio em vegetação em município do Oeste

Funcionário público teria feito queimada para limpar terreno e desmaiou durante o incêndio, segundo a PM

27/08/2019 08:40 - Atualizado em 27/08/2019 08:40



Um homem de 49 anos morreu no domingo, dia 25, após inalar fumaça em um incêndio em vegetação no município de Galvão, no Oeste catarinense, conforme exames do Instituto Geral de Perícias (IGP). Segundo a Polícia Militar, ele realizava a limpeza de um terreno com fogo quando teria se asfixiado.

 

De acordo com a Polícia Militar, a vítima tinha dois filhotes de boi e queria limpar uma área de três mil metros quadrados da propriedade para dar mais espaço aos animais.

Vegetação foi incendiada em Galvão e homem morreu ao inalar fumaça, afirma IGP (Foto: Polícia Militar)

O fogo foi ateado por volta das 15 horas, no Bairro Chicuta. Quando a PM foi acionada, por volta das 19 horas, as chamas já tinham cessado sozinhas.

 

Ainda segundo a PM, a suspeita é que o homem tenha ateado fogo e desmaiado no processo. Ele chegou a ter ferimentos de queimadura, mas o corpo rolou para fora da área do incêndio.

 

O Corpo de Bombeiros informou que não foi acionado para a ocorrência. No entanto, diz que é provável que o óbito tenha ocorrido em decorrência da inalação de fumaça.

 

O IGP confirmou a morte por asfixia em decorrência da inalação de fumaça nesta segunda-feira, dia 26.

 

Conforme a delegacia de Galvão, um plantonista foi até o local no dia da morte e a Polícia Civil aguarda os laudos para analisar a abertura de um possível inquérito sobre o caso.

Do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.