Governo de SC vai abrir cadastro on-line para interessados em participar de licitações do estado

Procedimentos passarão a ser feitos no Portal de Compras, com emissão de Certificado de Cadastro de Fornecedores

Por Oeste Mais

25/09/2019 07:49



Empresas interessadas em fornecer produtos e serviços ao estado poderão fazer, a partir de 16 de outubro, o cadastro para participar de licitações de maneira on-line. Os procedimentos passarão a ser feitos no Portal de Compras, o que evita gastos com impressões, despachos físicos de documentos e deslocamentos. A estimativa é que o Certificado de Cadastro de Fornecedores (CCF) seja emitido em até 48 horas. Antes o processo poderia levar 15 dias.

 

O Certificado é o documento emitido pela Secretaria de Estado da Administração (SEA) que homologa a participação de determinada empresa em um processo de licitação.

Cadastro on-line poderá ser feito a partir de 16 de outubro (Foto: Krislei Oechsler/SEA)

A agilidade no serviço se deve especialmente às tramitações de documentos, que passarão a ser exclusivamente online, evitando demora no recebimento de impressos via Correios e abertura de processos administrativos em papel. Agora toda a documentação será incluída diretamente no sistema pelos próprios fornecedores, cabendo à SEA somente a emissão do CCF depois da checagem documental.

 

A diretora de Gestão de Licitações e Contratos da Secretaria de Administração, Karen Bayestorff, explica que poderá, inclusive, haver aumento na participação de empresas nos processos, resultando em benefícios diretos para o estado. Na modalidade de pregão, por exemplo, a competitividade resulta na melhor oferta, seja baixando o preço dos produtos a serem comprados, seja melhorando a oferta de serviços.

 

Por mês, mais de 2.500 procedimentos são efetivados presencialmente, via malotes dos Correios ou por e-mail. A informação é do gerente de Sistemas de Compras Públicas da SEA, Rodrigo Raitani, que explica que, além de facilitar a vida dos empresários, a digitalização dos processos também simplifica o trabalho dos servidores.

 

“Não serão mais necessários tantos processos administrativos, digitalização de documentos e inserção de dados no sistema para solicitar o Certificado de Cadastro. Pois todos os demais documentos serão cadastrados pelas empresas. Aos servidores, caberá apenas a validação e homologação”, disse.

 

Atualmente, há cerca de 10.700 empresas cadastradas no sistema e pouco mais de 8.800 estão ativas.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.