Forças Armadas fazem inspeção em código-fonte de urna eletrônica

Partidos políticos também podem verificar os códigos

Por Redação Oeste Mais

03/08/2022 15h47



Os técnicos das Forças Armadas realizaram nesta quarta-feira, dia 3, a inspeção dos códigos-fonte da urna eletrônica e dos sistemas eletrônicos de votação, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília.

 

Pelo cronograma de trabalho, pela manhã foram feitas reuniões explicativas com técnicos da Justiça Eleitoral e, nesta tarde, os códigos-fonte começam a ser inspecionados numa sala instalada pelo TSE em sua sede especificamente para este fim.

 

Código-fonte é um conjunto de comandos e instruções, escritos em linguagem para computadores, que integram um programa capaz de acionar o funcionamento de equipamentos eletrônicos. 

 

A inspeção dos códigos-fonte das eleições por integrantes das Forças Armadas ocorre após o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, ter enviado na segunda-feira, dia 1º, um ofício ao TSE pedindo acesso “urgentíssimo” aos dados.

 

Em resposta, o TSE informou que o acesso a todos os códigos-fonte utilizados nas Eleições 2022 estão disponíveis desde outubro do ano passado para as entidades fiscalizadoras do processo eleitoral, incluindo as Forças Armadas.

 

Inspeção por partidos

 

A inspeção já foi realizada pela Controladoria-Geral da União (CGU), Ministério Público Federal (MPF) e Senado. A Polícia Federal (PF) marcou para realizar o procedimento entre os dias 22 e 28 deste mês.

 

Além disso, todos os partidos políticos podem realizar o trabalho. Até o momento, se interessaram pelo procedimento as siglas PV, PL e PTB, embora somente esta última tenha de fato conduzido uma inspeção, informou o TSE.

Com informações da Agência Brasil


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.