Bebê de Faxinal dos Guedes precisa de ajuda para realizar tratamento de doença grave

George nasceu prematuro de 26 semanas, com apenas 700 gramas

Por Redação Oeste Mais

14/05/2022 12h16 - Atualizado em 14/05/2022 15h43



George sofre de displasia grave (Foto: Arquivo Pessoal)

O pequeno George Amélio de Almeida David, de apenas 1 ano e três meses, já venceu uma grande batalha ao nascer. A mãe, Jovana Priscila Almeida, de 32 anos, teve pré-eclâmpsia durante a gestação, e o filho nasceu de 26 semanas, com apenas 700 gramas.

 

O bebê precisou ficar na UTI até o quinto mês de vida. Quando pôde finalmente ir para casa, ainda precisou fazer uso de oxigênio.

 

George sofre de displasia grave, alteração onde o bebê nasce com um encaixe imperfeito entre o fêmur e o osso do quadril, o que faz com que a articulação fique mais solta e cause diminuição da mobilidade do quadril e alteração no comprimento dos membros.

 

De acordo com a mãe, o filho não tem força para engolir e há um mês teve uma infecção no intestino.

 

Infelizmente, a infecção se generalizou e acabou causando uma sequela no cérebro. As consequências foram um retrocesso no desenvolvimento da criança, que parou de engatinhar, começou a utilizar sonda e parou de falar e mexer o pescoço.

 

O grupo de motoristas da área de turismo, denominado “Radio Motora”, que tem particiapantes de toda região, se sensibilizou com a causa em algumas vezes que levaram o pequeno para realizar o tratamento.

 

Segundo Ezequiel Cabral, motorista e morador de Ponte Serrada, a mãe não pode trabalhar, pois George necessita de cuidados o tempo interiro. Com apena o pai trabalhando, a renda da família é baixa e os gastos com o bebê são extremamente altos.

 

A família de Faxinal dos Guedes também paga aluguel, além de possuir gastos com fraldas, leite e demais medicamentos e consultas de George.

 

Para quem desejar doar, qualquer valor pode ser depositado nas contas abaixo:

 

Agência: 03859 - Banco Bradesco

Conta: 00060143

PIX: 070.089.259-13 (CPF)

Titular: Jovana Priscila Almeida





Bebê ficou internado recentemente com infecção no intestino (Foto: Arquivo Pessoal)

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.