ESTIAGEM: Ações emergenciais e investimentos melhoram abastecimento no Oeste

Investimento será de mais de R$ 600 milhões, sendo que R$ 36 milhões já foram executados

Por Redação Oeste Mais

02/02/2022 18h08



Com a continuidade da estiagem e registro de chuvas abaixo da média prevista desde o ano passado, a Casan mantém ações emergenciais e investimentos para amenizar as dificuldades no abastecimento da região Oeste.

 

O resultado desse planejamento e do trabalho das equipes pode ser observado em diversas cidades da região. "Tivemos um volume razoável de chuvas na semana passada, o que com certeza foi importante para a normalização dos sistemas. Mas também realizamos várias melhorias, como a instalação de novos poços, de captações emergenciais e aumento de barragens, que tiveram grande impacto no fornecimento de água de vários municípios", explica o Superintendente Regional do Oeste Casan, Daniel Scharf.

 

Dentro do Planejamento Hídrico para Santa Catarina, Governo do Estado e Casan projetam  95 obras para a região Oeste, incluindo novas estações de tratamento de água, reservatórios, poços, instalação e ampliação de redes de distribuição de água. O investimento será de mais de R$ 600 milhões, sendo que R$ 36 milhões já foram executados.


Caibi e Palmitos


Duas captações emergenciais foram providenciadas pela Companhia, amenizando a situação nos municípios atendidos por sistema integrado. Manobras operacionais são realizadas para distribuição de água a todas as regiões da cidade.

 

Chapecó


Como ação preventiva, a Companhia executou no ano passado a dragagem da barragem de captação no principal manancial da cidade, o Lajeado São José. Também reforçou o sistema de bombeamento no manancial secundário, o Lajeado Tigre. Dois poços profundos estão sendo executados para aumentar a captação de água. Com essas medidas, somente esta semana foram iniciadas manobras operacionais em parte da cidade (bairros Alvorada, Cristo Rei, Eldorado, Jardim Itália, Lajeado, Palmital, Passo dos Fortes, Quedas do Palmital, SAIC, Santa Paulina, Santo Antônio, Santos Dumont, Seminário e Universitário). Esses bairros recebem água entre 7h e 19h, com interrupção no período da noite. Nas demais localidades o abastecimento se mantém regularizado.

 

Cunha Porã


A Companhia trabalha para instalação de captação emergencial e perfuração de poço na cidade. O abastecimento é realizado com manobras operacionais.

 

Concórdia


Abastecimento normalizado, sem a necessidade de manobras operacionais. A cidade recebeu nos últimos anos investimentos estruturais em seu sistema de abastecimento, um dos mais complexos operados pela Casan, devido à topografia acidentada.

 

Iporã do Oeste


Com a instalação de um poço, houve ganho de vazão no sistema, suficiente para reduzir o transporte de água bruta de manancial alternativo para a Estação de Tratamento de Água. A Casan colocará uma captação emergencial em operação nos próximos dias, ação que trará melhora significativa para o abastecimento como um todo. Algumas manobras operacionais ainda são necessárias para que o sistema local forneça água a todo o município.

 

Guaraciaba


Dois poços foram perfurados pela Casan, apresentando vazão significativa. Os equipamentos para a operação estão sendo instalados. Com eles em operação, haverá redução de manobras e impacto positivo no sistema como um todo. Permanecem algumas manobras operacionais, bem como a captação de água tratada em Guarujá do Sul para o abastecimento local.

 

Formosa do Sul


A Casan colocou em operação uma captação emergencial e perfurou um poço, minimizando o impacto da estiagem. Não há mais necessidade do transporte de água bruta de outras localidades. O abastecimento está normalizado.

 

Maravilha


A Casan executou uma captação emergencial e uma nova adutora.  Uma bomba está à disposição, com gerador a diesel para colocar esse sistema emergencial de captação em operação. Com as chuvas, houve aumento significativo na barragem de captação do Rio Jundiá, chegando a 100% da sua capacidade. Com isso, foi suspenso o transporte de água bruta e as manobras operacionais no sistema.

 

São Miguel do Oeste


A Casan instalou um novo sistema de bombeamento na adutora do Rio das Flores, aumentando a capacidade de captação de água. A ampliação na produtividade do Rio das Flores supre os baixos níveis de aproveitamento no Rio Cambuim, principal manancial de abastecimento da cidade. A Companhia também executou limpeza preventiva na barragem do Rio Cambuim e perfurou poços, que estão sendo finalizados. Algumas manobras operacionais e abastecimento com caminhão-pipa ainda são necessários para manter o fornecimento de água em toda a cidade.

 

Seara


Um poço profundo foi instalado e está em operação. Serão executadas obras para aumento da barragem de captação. Manobras operacionais chegaram a ser necessárias, mas com os investimentos e chuvas da última semana foram suspensas.

 

União do Oeste


O sistema local ainda enfrenta dificuldades no abastecimento, e está funcionando com manobras operacionais, recebendo água vinda do sistema de Pinhalzinho por caminhões-pipa.  Um poço com vazão muito produtiva para o município foi perfurado nesse final de semana. Estão sendo providenciadas as bombas para início de operação.

 

Xaxim


Com as chuvas da semana passada, também houve aumento da captação. A Casan está utilizando captações emergenciais, que estão em funcionamento por poucas horas do dia, para minimizar o impacto da estiagem. Dois poços perfurados ano passado estão operando. Com as melhorias não há necessidade de manobras operacionais no sistema.

Poço perfurado na cidade de Xaxim (Foto: Acervo Casan)

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.