Vargeão lança protocolo de escuta especializada para proteção contra violências

Procedimento visa auxiliar na superação de violência sofrida ou testemunhada por crianças e adolescentes

Por Redação Oeste Mais

25/11/2021 11h20 - Atualizado em 25/11/2021 11h20



O município de Vargeão realizou na última sexta-feira, dia 19, a entrega, lançamento e apresentação oficial do protocolo de atendimento às crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de qualquer gênero de violência.

 

A elaboração do projeto iniciou ainda no ano de 2019, com a criação da comissão responsável, coordenada pela Secretaria de Assistência Social e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMCDA). Porém, devido à demora na criação do processo em outros municípios do estado, Vargeão acabou transferindo a implantação. Com a pandemia, o projeto foi novamente adiado.

 

Sobre o protocolo

 

A escuta especializada é um procedimento realizado pelos órgãos da rede de proteção com o objetivo de assegurar o acompanhamento da vítima ou da testemunha de qualquer forma de violência, para superação das consequências sofridas, evitando a exposição da criança.

 

Através da escuta, o profissional poderá dar encaminhamentos necessários para o acompanhamento da criança ou adolescente.

 

De acordo com a presidente do CMCDA, Daniela Salvi, o protocolo será divulgado em escolas e outros locais que tenham a presença de crianças e adolescentes, além da realização de uma capacitação aos professores para entendimento do projeto. Um formulário de registro será preenchido, identificando o tipo de violência. Em seguida, será enviado ao Conselho Tutelar, que direcionará a vítima de violência ao profissional da escuta especializada.

 

No município, os profissionais destinados a realização do acolhimento serão psicólogos, assistentes sociais, pedagogos e enfermeiros, em local que tenha privacidade e sigilo para ambas as partes.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.