VÍDEO: Bombeiros atendem adolescente alterada, sob efeito de álcool e drogas, em Irani

Comandante da corporação esteve na casa da família para conversar e fazer alerta sobre a situação

Por Redação Oeste Mais

06/07/2021 11h04 - Atualizado em 06/07/2021 11h14



Na última sexta-feira, dia 2, a corporação dos bombeiros voluntários de Irani atendeu uma ocorrência envolvendo uma adolescente de 13 anos, que se encontrava em uma situação preocupante devido ao uso excessivo de drogas e bebida alcoólica.

 

A menina foi encontrada por populares deitada em uma estrada, abandonada e completamente alterada. Durante o atendimento, um vídeo foi gravado e divulgado nas redes sociais para tentar alertar a comunidade sobre a situação.

 

Após o episódio e grande repercussão na internet, o comandante Sandro Alves Pereira esteve na casa da família da menor para conversar com a mãe.

 

No vídeo, que foi ao ar no último domingo, dia 4, Sueli, de 49 anos, fala do sofrimento em ver o estado da filha naquela noite. Bastante emotiva, ela pede para que as pessoas que estão levando os menores para o mundo das drogas, parem, para que essa situação não volte a se repetir.

 

“É muito triste o jeito que eu vi ela, uma menina que nós amamos tanto. Eu gostaria de saber quem fez essa maldade com ela. Fazer tudo isso aí, meu Deus do céu, que não aconteça mais”, desabafou durante a entrevista.

 

Segundo a mãe, além da filha estar fora de si por conta das drogas, ela também teve o aparelho celular levado naquela noite.

 

Conforme o comandante Sandro, a corporação já atendeu diversas ocorrências nesse sentido, envolvendo jovens, menores de idade, na região, e o motivo maior por estar divulgado esse tipo de conteúdo nas redes sociais, é para alertar as pessoas sobre a situação e evitar que as famílias sofram.

 

“Tem uma galerinha, e não é só no município de Irani, em todos os municípios têm pessoas que não tem o que fazer, e acabam pegando os nossos jovens e nossas crianças, e levando para o mundo das drogas e do álcool, e depois eles não sabem o sofrimento que gera dentro das famílias”, relata.

 

Sandro tem usado bastante as redes sociais para divulgar e falar sobre o assunto, tentando chamar a atenção sobre as ocorrências envolvendo menores, e mostrar a realidade que os municípios estão enfrentando.

 

“Você vê pouco as lideranças se manifestarem publicamente relatando esse desafio que nós possuímos enquanto sociedade. Eu como comandante dos bombeiros, já há muitos anos, em meus pronunciamentos públicos eu tenho relatado sobre isso, porque é algo que temos vivenciado na prática durante os atendimentos, com jovens com crianças, com pessoas adultas, mulheres inclusive sendo agredidas dentro de casa, com a presença de filho observando tudo isso”, manifesta Sandro.

Família precisa de doações

 

Dona Sueli, da cidade de Irani, é de família humilde e vem passando por necessidades no momento.

 

Durante o desabafo com o comandante dos bombeiros, ela pediu ajuda para a população, com doações de cesta básica e, se possível, um aparelho celular, já que o único que eles tinham foi roubado da filha naquela noite.

 

Em nome de Sueli, Sandro também pede para que valores em dinheiro sejam doados à família, caso possível. Todos os mantimentos podem ser deixados na sede da corporação dos bombeiros voluntários, em Irani, para posteriormente serem levados até a mãe.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.