VÍDEO: Canil em Ponte Serrada recebe animais abandonados há mais de um ano

São quatro voluntárias que cuidam diariamente do espaço, dando alimentação e auxílio aos mais de 30 animais

Por Kiane Berté

26/04/2021 10h55 - Atualizado em 27/04/2021 08h26



Canil foi construído para abrigar animais abandonados (Fotos: Divulgação)

Há pouco mais de um ano, voluntários da ONG Pêlos e Apelos, de Ponte Serrada, resolveram construir um canil para brigar animais que foram abandonados ou resgatados no município. O grupo recebeu o empréstimo de um terreno na cidade, além de doações de madeira para iniciar a construção do local.

 

Contando com quatro colaboradoras que cuidam da limpeza do local, alimentação dos animais, e cuidados diários, o espaço está localizado na saída para a Linha Alegre, e atualmente abriga 32 cães, sendo a grande maioria fêmeas castradas. São cachorros atropelados, machucados, doentes ou vítimas de maus-tratos.  

 

Conforme uma das responsáveis pelo canil, Venilde Spezzatto, que ajuda a ONG há 12 anos, é difícil encontrar voluntários para ajudar na causa animal no município e isso acaba deixando o trabalho sempre mais exaustivo, apesar de ser gratificante para ela.

 

“É todo dia. Não temos feriado, não temos domingo, não temos nada, é direto. Por eles estamos fazendo isso”.

 

Ainda segundo Venilde, as castrações estão sendo feitas através da prefeitura de Ponte Serrada, assim como as medicações necessárias.



Adoção responsável

 

Quando moradores se oferecem para adotar algum cão da ONG, a pessoa precisa assinar um termo de responsabilidade para garantir que o animal adotado receba todos os cuidados necessários e não seja novamente abandonado.

 

“A gente só doa para pessoas que cuidam bem, porque mal eles já estavam”, explica Venilde.

 

Depois do processo, as voluntárias fazem um acompanhamento para ver se o animal está bem cuidado e se a pessoa que adotou atendeu todas as necessidades possíveis.

 

Há algumas semanas, a ONG realizou um ensaio fotográfico com os animais do canil para incentivar a adoção deles. Com direito a roupinhas e uma atenção especial, todos os cães foram fotografados por Suelen Oliveira, e os registros ajudaram para que alguns deles fossem adotados de imediato.

Animais que estão para adoção posaram para ensaio fotográfico (Fotos: Suelen Oliveira)

Doações

 

Apesar de receber a castração e medicamentos através da prefeitura, a alimentação dos cães ainda precisa de atenção. Venilde pede para que a população ajude com ração para que os animais não passem por necessidade.

 

“A gente não tem um meio, não tem como comprar ração. Se puder ajudar na clínica também, da Mariane Bresciani, se alguém se interessar de passar lá na clínica e deixar uma doação, a gente agradece muito”.

 

Venilde também convida as pessoas para conhecer o espaço e também os animais.

 

“Se alguém gostaria de adotar os cachorrinhos que a gente cuida, a gente traz vocês aqui no canil para conhecer pessoalmente, porque pessoalmente é bem diferente”.

 

“Cachorro de raça a gente não tem. A gente tem a raça do amor, cachorro que dá muito amor pra vocês”, reflete. 

Para adotar algum dos animais da ONG, basta entrar em contato com as voluntárias pelos números (49) 9 9109-0762 - (51) 9 9699-0014 - (49) 9 9996-3035. 

 

Os animais também necessitam de ração. Para realizar doação em dinheiro, a instituição disponibiliza uma conta bancária:

 

Banco Sulcredi - 322

Agência: 0001 

Conta: 33976-8

CNPJ: 18875881/0001-50

ONG Pêlos e Apelos


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.