Boletim hídrico aponta agravamento da estiagem no Oeste e em demais regiões

Dentre os 295 municípios, 181 estão em estado de normalidade, 76 de atenção, oito de alerta, e sete em situação crítica

Por Oeste Mais

08/04/2021 16h29 - Atualizado em 08/04/2021 16h29



O Boletim Hidrometeorológico divulgado nesta quinta-feira, dia 8, mostra o agravamento da seca em quase todas as regiões de Santa Catarina, devido aos baixos volumes de precipitação nos últimos dois meses.

 

“Quando se trata do interior de Santa Catarina, a situação hidrológica é mais grave que no resto do Estado. O litoral, por exemplo, teve chuvas próximas ou acima da média. Portanto, o comprometimento do abastecimento urbano em diversos municípios e a intensidade da estiagem permanecem e exigem o monitoramento contínuo”, destaca o secretário da Sema, Leonardo Ferreira. 

 

Ele acrescenta que o Governo do Estado retorna com a emissão de boletins quinzenais e na atuação conjunta com a Defesa Civil para acompanhar mais de perto a situação do agravamento da seca.

 

Dentre os 295 municípios de Santa Catarina, 181 estão em estado de normalidade; 76 de atenção; oito de alerta, e sete em situação crítica frente à estiagem. Além disso, 23 cidades não encaminharam informações da situação.

 

"O estado mais crítico é encontrado na região Oeste do Estado. Por isso, o monitoramento da situação do abastecimento público pelas agências de regulação volta a ser concentrado nas ações de mitigação dos prestadores e municípios, visando a continuidade deste serviço público que é primordial para saúde da população catarinense", acrescenta a gerente de Fiscalização da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc), Luiza Burgardt.

 

Sem chuva

 

Ao longo do mês de março, nas regiões litorâneas e proximidades, a chuva foi um pouco melhor distribuída em relação aos demais locais. Isso se explica principalmente pela maior quantidade de umidade vindo do oceano para estas áreas.

 

Nos Planaltos e no Oeste, foram registrados de 17 a 21 dias sem chuvas. A precipitação mais irregular foi observada no Extremo-Oeste e em proximidades ao Rio Grande do Sul, com 21 a 25 dias sem precipitação.

 

Próximo trimestre

 

A previsão para os meses de abril, maio e junho é de precipitação abaixo da média para Santa Catarina, principalmente entre o Meio e Extremo Oeste catarinense. Ou seja, indica um período ainda mais seco neste período. Com este resultado, é importante praticar o consumo consciente e racional de água.

 

Veja recomendações:

 

● Evite banhos demorados;

● Mantenha a torneira fechada ao fazer a barba e ao escovar os dentes;

● Antes de lavar os pratos e panelas, limpe bem os restos de comida e jogue-os no lixo;

● Deixe a louça de molho na pia com água e detergente por uns minutos e ensaboe. Repita o processo e enxágue;

● Adote o hábito de usar a vassoura e não a mangueira para limpar a calçada e o quintal de sua casa;

● Não lave o carro durante a estiagem. Caso precise, use balde e pano para lavar o carro em vez de mangueira;

● Use regador para molhar as plantas no lugar de mangueira;

● Utilize a máquina de lavar somente quando estiver na capacidade total;

● No tanque, feche a torneira enquanto ensaboa e esfrega a roupa;

● Mantenha a válvula de descarga regulada, e conserte imediatamente vazamentos.

 

Atividades com maior desperdício:

 

● Torneira gotejando: 40 litros diários;

● Torneira aberta durante 5 minutos: 80 litros diários;

● Banho de 15 minutos: 243 litros;

● Lavar a calçada com mangueira por 15 minutos: 279 litros.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.