Curso formará profissionais para atuar como entrevistadores em depoimento especial

Interessados em investir nessa formação poderão acessar o edital e fazer a pré-inscrição até o dia 23 de abril

Por Oeste Mais

07/04/2021 15h00 - Atualizado em 07/04/2021 15h00



Servidores do Poder Judiciário catarinense, assim como psicólogos e assistentes sociais que não integram o quadro, poderão se inscrever em cursos para formação de novos entrevistadores em depoimento especial.

 

A Coordenadoria Estadual da Infância e da Juventude (Ceij), responsável pelo projeto do Depoimento Especial no TJSC, conta com a parceria da Academia Judicial e da Escola Superior de Magistratura do Estado de Santa Catarina (Esmesc) para dar continuidade à preparação dos profissionais no Estado.

 

A capacitação em Entrevista Investigativa Aplicada ao Depoimento Especial ocorrerá em dois cursos e será virtual, com aulas transmitidas ao vivo por plataforma de videoconferência e simultaneamente para todos os participantes. Um dos cursos é oferecido pela Academia Judicial e direcionado aos psicólogos, assistentes sociais e oficiais da infância e juventude do PJSC.

 

O outro curso é disponibilizado pela Esmesc e inédito no TJSC desde o lançamento do projeto, em 2018. Ele é direcionado aos profissionais que não pertencem ao quadro do PJSC, com formação em Serviço Social ou Psicologia.

 

Os interessados em investir nessa formação poderão acessar o edital e fazer a pré-inscrição no site  até o dia 23 de abril. Em caso de dúvidas, o profissional pode entrar em contato pelo número (48) 3231-3045.

 

O depoimento especial, instituído como obrigatório em todo o território nacional, é o procedimento de oitiva de criança ou adolescente vítima ou testemunha de violência perante autoridade policial ou judiciária.

 

O volume dessas demandas é crescente, por isso a necessidade de capacitar novos profissionais. Desde 2018, a Ceij, em parceria com a Academia Judicial, já formou 116 servidores entrevistadores de 87 comarcas, o que representa 78% do Estado.

 

As comarcas que não têm entrevistador e/ou encontram-se com demanda reprimida serão atendidas de forma prioritária.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.