Imetro fiscaliza mais de 5,5 mil veículos na Operação Verão Seguro

Operação Verão Seguro vai até a próxima quinta-feira

Por Oeste Mais

15/03/2021 17h01



Em atuação desde o início do ano, as equipes do Instituto de Metrologia de Santa Catarina (Imetro) fiscalizaram mais de 5,5 mil veículos na Operação Verão Seguro 2020/2021, com percentual de 3,17 % de reprovação.

 

Em parceria com as polícias rodoviária Federal e militar rodoviária Estadual, o Imetro verificou cronotacógrafos dos veículos de cargas, de passageiros, e escolares em 24 cidades do Estado. A Operação Verão Seguro vai até a próxima quinta-feira, dia 18.

 

“Mesmo com as fortes restrições impostas pelo combate à Covid-19 – e seguindo as medidas adotadas pelo Governo de Santa Catarina - conseguimos cobrir todas as regiões do Estado, fiscalizando os municípios de abrangência das sedes regionais de Chapecó, Itajaí, Joinville, São José e Tubarão”, destaca Rudinei Floriano, presidente do Imetro.

 

De 5.628 veículos inspecionados até o último dia 12 de março, 178 foram autuados, percentual de 3,17 % de reprovação. Entre as irregularidades, estão certificados vencidos e falta de verificação periódica.

 

Entenda

 

O cronotacógrafo é um instrumento de uso obrigatório pelo Código de Trânsito Brasileiro para veículos de transporte e de condução escolar, transporte de passageiros com mais de dez lugares e os de carga, com peso bruto total superior a 4,536 toneladas. Tem o objetivo de indicar e registrar a velocidade e a distância percorridas no tempo de direção no veículo, permitindo determinar o tempo de direção e de parada dos condutores.

 

Além disso, proporciona a reconstituição e a elaboração de laudos técnicos em caso de acidente, com produção de provas aceitas legalmente. Dessa forma, a verificação dos cronotacógrafos pelo Imetro traz confiabilidade aos registros destes instrumentos, ajudando a diminuir o número de acidentes em Santa Catarina pelo controle contínuo da condução dos veículos.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.