Cadeirante cria perfil em rede social para mostrar dificuldades e momentos de alegria

Felipe Fachinello passou a usar cadeira de rodas há quase 14 anos após ter sofrido um acidente de trânsito

Por Kiane Berté

08/03/2021 11h13 - Atualizado em 08/03/2021 11h16



Felipe é cadeirante há quase 14 anos (Foto: Arquivo pessoal)

A falta de acessibilidade é um dos principais problemas enfrentados pelos cadeirantes para se deslocarem diariamente, seja para trabalho, estudo ou lazer. São barreiras físicas e sociais que ferem a autonomia de quem utiliza cadeira de rodas como meio de locomoção.

 

Muitas dessas barreiras são invisíveis no dia a dia, mas acabam deixando grande preocupação na vida de quem necessita. Um dos problemas mais recorrentes para um usuário de cadeiras de rodas é a dificuldade de circular em espaços públicos, precisando lidar com calçadas desniveladas, esburacadas ou estreitas, além da falta de rampas de acesso.

 

Diante de todas essas dificuldades, o advogado ponteserradense Felipe Fachinello, de 32 anos, criou um perfil em uma rede social para mostrar a realidade de quem é cadeirante.

Felipe e a esposa Roberta (Foto: Arquivo pessoal)

Ele, que sofreu um grave acidente de trânsito em meados de 2007, passou a usar cadeira de rodas e a entender as dificuldades que se encontra e vive nesse situação. Felipe é cadeirante há quase 14 anos e enfrenta dia após dia as dificuldades da falta de acessibilidade por onde passa.

 

“Para a Roberta [esposa] todas as experiências foram novas. Começamos a viajar e ela percebeu a dificuldade, principalmente em encontrar ambientes realmente adaptados”, explica Felipe.

 

Segundo ele, a maior dificuldade ainda são em banheiros, por não ter a acessibilidade necessária.

 

Diante dessas dificuldades, o advogado tomou a iniciativa de criar o “Vida Acessível” , um perfil no Instagram que visa facilitar a vida dos cadeirantes e outras pessoas com mobilidade reduzida, levando dicas de hotéis, passeios e lugares adaptados, tudo para melhorar a vida de quem necessita deste cuidado.

Felipe e o irmão Fernando (Foto: Arquivo pessoal)
Felipe e a família (Foto: Arquivo pessoal)

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.