Agricultora dedica a vida em prol da comunidade e é exemplo de superação

Silvania Bisatto Paglia tem 45 anos e carrega em seu perfil a determinação e competência na liderança feminina

Por Andressa Maria Guinzelli

06/03/2021 18h19



Silvania Bisatto Paglia é agricultura e dedica seu tempo para trabalhos na comunidade (Foto: Redes Sociais)

O papel da mulher na sociedade vem se tornando cada vez mais relevante. O destaque social demonstra a competência, capacidade de superação, sensibilidade e determinação de mulheres como Silvania Bisatto Paglia, que carrega em seu perfil características que impulsionam as mulheres a ocuparem cada vez mais espaço no campo e na cidade. 

 

A agricultora de 45 anos, moradora da comunidade de Linha Alegre I, no interior de Ponte Serrada, carrega por instinto o foco e dedicação que superam os desafios impostos pela vida no campo, se destacando também como uma grande liderança feminina aos olhos da comunidade. 

 

Silvania, que é casada há 25 anos com Celso Paglia, e é mãe de dois filhos - Edivan e Edomar - precisa dividir o tempo que tem livre entre os cuidados da família, casa e propriedade rural. E, mesmo com tantos afazeres, a agricultora ainda disponibiliza o tempo para trabalhar e ajudar entidades do município. 

 

“Quando eu comecei a receber os convites, tinha medo por ser do interior, não conseguir dar conta de tudo. Mas como eu sempre gostei de interagir e estar no meio do povo, destruí esses obstáculos e iniciei meus trabalhos com os grupos e entidades.” destaca a dona de casa.   

 

Quanto a conciliar seu dia a dia, os trabalhos domésticos, no auxílio na propriedade, família e trabalhos voluntários, Silvania destaca que o início teria sido complicado, deixando muitas vezes o lazer e o cuidado da família de lado para se dedicar ao seu próximo. 

 

Atualmente com uma rotina totalmente programada, consegue desenvolver todos seus afazeres diários, tirando ainda um tempinho para cuidar de seu jardim e de suas flores.

Silvania ama cuidar de suas flores em seu tempo livre (Foto: Reprodução)

“Já fiz parte da patronagem do CTG, faço parte do grupo feminino da Copérdia há 10 anos, onde atualmente sou líder feminina, além de ser membro do Conseg e também da Banda Municipal Tropeiros da Ponte. Além de muitos outros grupos que já trabalhei. Gosto de colaborar, de ajudar no que a comunidade precisa. Mas agora com a pandemia, nosso dia a dia está totalmente diferente, é bem difícil trabalhar em comunidade com isso, mas vamos juntos enfrentar e vencer” destaca a agricultora sobre alguns dos grupos que faz parte. 

 

A história e o papel desenvolvidos por mulheres como Silvania, nos demonstram cada vez mais a importância que desempenhamos em nossa sociedade, a luta por espaço, por voz e por lugar de fala, nos tornando cada vez mais fortes e determinadas.

 

“O nosso papel e envolvimento nesses grupos é muito importante. A mulher precisa ocupar seu espaço perante a sociedade, pois somos a energia que o mundo precisa. O toque feminino em cada detalhe, em cada obra realizada, tem seu destaque. É gratificante trabalhar para a comunidade e ver o resultado no final.”

Algumas recordações de Silvania (Foto: Reprodução)

Silvania ainda destaca sobre seu amor em trabalhar com pessoas.

 

“É muito bom trabalhar em comunidade e participar desses grupos, a gente aprende muito, muito mesmo, é sempre que for preciso eu vou estar disposta. Gosto muito também de morar no interior, além de plantação, então a gente tem que gostar do que faz, tanto a vida em comunidade, como a vida no interior, quando você gosta do que faz, tudo flui.”

 

Mensagem de incentivo

 Persista e Vença

Não estamos neste mundo para sermos derrotadas, mas sim para vencer. A vitória está no fim de cada jornada cumprida, não sabemos os obstáculos que devemos ultrapassar para atingir a meta desejada, entretanto isso não impede que paremos, mas nos incentiva a seguir em frente. 

Mulheres através de pequenas conquistas é que chegamos a grandes vitórias, jamais seremos mestres se nunca formos alunas.

O sucesso só se consegue com muito esforço e luta. Talvez uma pequena ação hoje poderá ser insignificante aos nossos olhos, mas juntando todas, formaram o grande sucesso que almejamos. 

A derrota deve ser ignorada por nós mulheres, palavras negativas não devem por nossas mentes, o positivismo deve sempre tomar conta, nós somos guerreiras em todos os momentos de nossa vida. 

Feliz dia das mulheres, borboletas!

 


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.