Funcionários de frigorífico são flagrados trabalhando sem máscara

Empresa informou que segue todas as normas de segurança necessárias

Por Oeste Mais

27/02/2021 14h40



Funcionários não usando a forma correta da máscara (Fotos: Divulgação)

Funcionários do frigorífico JBS, de Seara, foram flagrados trabalhando e andando pelos corredores da empresa sem fazer o uso correto da máscara de proteção.

 

Nas imagens enviadas ao Oeste Mais nesta semana, é possível ver os funcionários de uniforme, em horário de intervalo e até mesmo trabalhando sem a proteção necessária para impedir o avanço do novo coronavírus.

 

Muitos deles também estão aglomerados nos corredores da empresa, não mantendo o distanciamento correto exigido.

 

Segundo a pessoa que fez a denúncia, que prefere não se identificar, mesmo com avisos nas paredes pedindo o distanciamento e uso de máscara, é comum ver estas cenas na empresa. A fonte ainda disse que a fiscalização do local não resolve o problema.

 

O que diz a empresa

 

O Oeste Mais entrou em contato com o frigorífico nesta sexta-feira, dia 26, que afirmou estar seguindo todas as normas de segurança necessárias. Além disso, informou que realizou a contratação de profissionais da saúde, como médicos, enfermeiros e auxiliares, que estão à disposição para atendimento permanente dos colaboradores.

 

Leia a nota da JBS na íntegra

 

A JBS vem cumprindo um robusto protocolo de saúde e segurança em todas as suas 135 unidades produtivas no país. A proteção e a saúde de seus colaboradores é o seu principal objetivo. Desde o início da pandemia no Brasil, a Companhia adota rigorosas medidas em todas as suas instalações, que atendem as recomendações dos órgãos de saúde internacionais, nacionais e estão em conformidade com a portaria conjunta nº 19, de 18 de junho de 2020 (ministérios da Saúde, Agricultura e Economia). A JBS também conta com a consultoria de médicos infectologistas renomados e instituições de referência, como o Hospital Albert Einstein, que apoiaram na construção do protocolo de proteção para os seus 145 mil colaboradores no Brasil. Em todas as unidades, a empresa fornece um conjunto completo de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para seus colaboradores e conta com um time de colaboradores que têm a missão de orientar e fiscalizar o uso destes equipamentos. A Companhia também contratou mais de 600 profissionais de saúde, incluindo médicos, enfermeiros e auxiliares, que estão à disposição para atendimento permanente dos colaboradores. Vale também ressaltar que produção de alimentos faz parte do decreto federal que determina essa atividade como essencial ao país. Para acesso a todas as medidas implementadas pela Companhia, acesse: http://jbs.com.br/medidasdeprotecao.






COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.