Barragem é esvaziada em Passos Maia para conserto de falha no barramento

Geração de energia está suspensa, mas previsão é que seja retomada até o final da próxima semana, segundo funcionário

Por Jhonatan Coppini

12/01/2021 10h32 - Atualizado em 12/01/2021 11h19



Secagem ocorreu ao longo de três dias, segundo funcionário da barragem (Foto: Divulgação)

A barragem construída na Linha Gruta, no interior de Passos Maia, precisou ser esvaziada por uma falha no barramento da represa, identificada recentemente. O conserto deve ocorrer até a próxima semana, com a barragem voltando a ser cheia para a retomada da geração de energia.

 

O esvaziamento iniciou na última quarta-feira, dia 6, e foi concluído na sexta-feira, dia 8, segundo apurou o Oeste Mais com um funcionário da obra, que preferiu não se identificar. A fonte disse à reportagem que a água estava escapando pelo barramento e indo para o rio, ocasionando perda da potência hidráulica.

 

Morte de peixes

 

Segundo moradores próximos, houve inclusive morte de peixes por conta da secagem, que foi informada e autorizada pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA). “É bem triste, você não faz ideia que triste que é de olhar o local”, lamenta um morador ao falar sobre a morte dos peixes.

 

O Oeste Mais tentou contato com os responsáveis pela obra, mas não obteve retorno até a manhã desta terça-feira, dia 12.

Água estava escapando pelo barramento e indo para o rio, ocasionando perda da potência hidráulica (Foto: Divulgação)

Ainda segundo o funcionário ouvido pela reportagem, a falha ocorreu durante a construção da represa. “Não é que houve rompimento, foi uma falha na construção, não existe risco de rompimento como o pessoal tem comentado por aí”, salientou o trabalhador.

 

A barragem estava em funcionamento há cerca de quatro meses. A água é represada até a altura da comunidade Bela Planície. O conserto da falha no barramento deve ser concluído dentro dos próximos dez dias, também segundo o funcionário ouvido pela reportagem. A geração de energia deverá ser retomada dentro de três dias depois.








COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.