Santa Catarina tem 12 mortes por afogamento nas primeiras semanas da temporada de verão

Levantamento divulgado pelo Corpo de Bombeiros mostra que o número de casos caiu 40% na comparação com o mesmo período há um ano

Por Oeste Mais

06/01/2021 11h08 - Atualizado em 06/01/2021 11h08



Doze pessoas morreram após afogamentos em praias, rios e lagos nos primeiros 17 dias da temporada de verão em Santa Catarina, segundo levantamento do Corpo de Bombeiros Militar divulgado nesta terça-feira, dia 5. O número caiu 40% em relação ao mesmo período da temporada passada.

 

As vítimas nesta temporada foram 11 homens e uma mulher. A média de idade das pessoas é de 25 anos. Oito casos ocorreram em locais de água doce, como rios, lagos e riachos, e quatro na água salgada das praias.

 

Os dados levam em conta o período de 17 dias, entre 18 de dezembro de 2020, quando iniciou a alta temporada da Operação Veraneio, e 3 de janeiro de 2021. Segundo o relatório, todas as mortes ocorreram em locais ou horários sem monitoramento dos bombeiros.

 

O balanço mostra que o número de ações de prevenção também aumentou em relação à última temporada. Foram 1,8 milhão de orientações preventivas feitas pelos guarda-vidas, entre uma alta de 5,89% em relação ao mesmo período do ano passado.

 

O terceiro relatório desta temporada da Operação Veraneio do Corpo de Bombeiros também mostra 879 ações de salvamento e resgates feitos pelos guarda-vidas, 42 ocorrências atendidas pelo helicóptero Arcanjo e 886 lesões causadas por águas-vivas.

 

Os postos de guarda-vidas funcionam das 7h30 às 19h30. A recomendação é que as pessoas se banhem em horário e local com monitoramento.

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.