SC libera hotéis com capacidade máxima para a temporada de verão com Covid-19

Pela primeira vez desde o início da pandemia, hotéis e pousadas poderão funcionar com 100% da lotação

Por Oeste Mais

15/12/2020 08h32 - Atualizado em 15/12/2020 08h32



O governo de Santa Catarina vai liberar, a partir do dia 21, o funcionamento de hotéis e pousadas com 100% da capacidade de atendimento ao público. Será a primeira vez desde o início da pandemia do coronavírus, em março, que os estabelecimentos poderão ter lotação máxima. A medida foi anunciada pelo governador Carlos Moisés (PSL) e vem no momento em cerca de 90% dos leitos de UTI para adultos em SC estão ocupados.

 

​Segundo o Estado, o objetivo é “reduzir a hospedagem clandestina” nos estabelecimentos sem fiscalização para garantir a segurança sanitária dos turistas. Os hotéis e pousadas abertos terão que respeitar normas como o uso de máscara, a disponibilização de álcool em gel e ainda deverão evitar aglomerações.

 

O governador Carlos Moisés disse que “os empresários serão parceiros na fiscalização”, e o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Leandro "Mané" Ferrari, destacou que as normas foram criadas em conjunto entre o Turismo e a Saúde.

 

"Levamos em conta o equilíbrio necessário para esse momento entre a economia do turismo e a saúde de quem está diretamente ligado ao setor".

 

Os hotéis e pousadas interessados também poderão participar do programa Viaje+SC, lançado pelo governo para valorizar os estabelecimentos que seguem boas práticas sanitárias. Três selos serão entregues pelo Estado aos locais que cumprirem as medidas contra a Covid-19, dependendo do nível de atenção.

 

O governo de SC trabalha ainda nas outras normas que deverão guiar a temporada de verão no Estado. Por enquanto, a permanência de pessoas na faixa de areia nas praias está proibida, embora os registros de espaços lotados no Litoral tenham se tornado comuns nas últimas semanas de calor.



Com informações do NSC Total


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.