Serviços digitais permitem pedidos de recurso online de multas de trânsito em rodovias estaduais

Pelo portal de serviços, o cidadão poderá solicitar todas as etapas dos recursos, evitando deslocamentos desnecessários aos órgãos competentes

Por Oeste Mais

20/11/2020 08h35 - Atualizado em 20/11/2020 08h35



O Centro de Informática de Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc) desenvolveu mais três serviços digitais para facilitar a vida dos cidadãos. A pedido da Secretaria de Infraestrutura (SIE), a interposição de recursos de multas de trânsito em rodovias estaduais poderá ser feita de maneira online.

 

Pelo portal de serviços, gerenciado pela Secretaria de Estado da Administração, o cidadão poderá solicitar todas as etapas dos recursos, evitando deslocamentos desnecessários aos órgãos competentes.

 

Pela internet, depois de acessar os formulários e anexar de forma online os documentos solicitados é possível pedir a defesa prévia de autuação de trânsito (impetrada após o recebimento da notificação da multa), o recurso à Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari), caso a defesa prévia seja negada, além do recurso ao Conselho Regional de Trânsito (Cetran), em caso de indeferimento da Jari.

 

Para Thiago Vieira, secretário de Estado da Infraestrutura, “o uso de tecnologia é mais um avanço na gestão do governo catarinense, contribuindo com mais eficiência e agilidade aos serviços públicos”.

 

Até então, para solicitar esses serviços era necessário comparecer na sede da SIE ou em uma de suas coordenadorias regionais com a documentação necessária, preencher um formulário impresso e aguardar a análise e julgamento dos recursos interpostos.

 

Para solicitar os serviços, basta acessar o site e realizar login com a conta de acesso único na plataforma gov.br.

 

O detalhamento dos serviços e dos documentos necessários para cada um deles podem ser encontrados acessando os links:

 

Recurso Prévio

Recurso à JARI

Recurso ao CETRAN


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.