Grupo Ellas, de Faxinal dos Guedes, completa quatro anos de trabalho neste sábado

Rede de ajuda à mulheres com câncer realiza atividades desde 2016 e conta com 25 voluntárias

Por Oeste Mais

16/10/2020 10h24



Grupo Ellas auxilia e acompanha mulheres que sofrem com câncer (Fotos: Divulgação)

Pensado e criado exclusivamente para mulheres que já sofreram ou que sofrem com algum tipo de câncer, o grupo Ellas, de Faxinal dos Guedes, vem trazendo esperança e apoio nos momentos mais difíceis.  

 

Fundado no dia 17 de outubro de 2016, pela educadora Nelci Leal Carmignan, e abraçado por demais professoras aposentadas, o grupo Ellas, coordenado pela voluntária Lisandra Fachinello Soethe, também recebe apoio da Rede Feminina de Xanxerê, e conta, atualmente, com outras 25 voluntárias.

 

Conforme Nelci, hoje são 17 mulheres vitoriosos, diagnosticada com algum tipo de câncer, que participam ativamente dos eventos proporcionados pelo grupo.

Através do grupo, mulheres participam de diversas oficinas (Fotos: Divulgação)

Os encontros eram realizados todas as quintas-feiras, no período da tarde, onde aconteciam palestras com diversos profissionais, além de aulas de ioga e hidroginástica, oficinas de tricô, crochê e confecção de edredons doados para as próprias voluntárias.

 

Além disso, em parceria com o grupo “Tecendo Amor”, foram confeccionadas peças para o inverno e doadas para a Apae e para o hospital e asilos de Xanxerê e Ponte Serrada. Também foram realizadas atividades de lazer como passeios e recreações, mas devido à chegada da pandemia do coronavírus, as atividades acabaram sendo suspensas.

 

Ellas é mantido através de recursos de manutenção, onde são gerados bazares e Chá Rosa, que ocorreu no ano passado em parceria com a Apae e lojas conveniadas da CDL.

 

“O grupo Ellas aproveita para fazer um agradecimento especial  às voluntárias e a toda comunidade faxinalense e também de outros municípios, pelo apoio recebido. Gratidão a todos”, comenta Nelci.













COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.