Mesmo com o fim da banda, fã de RBD guarda coleção com mais de 500 itens

Jéssica Giraldi tem 20 anos e desde muito pequena é apaixonada por Rebelde

Por Kiane Berté

17/07/2020 13h51 - Atualizado em 17/07/2020 15h26



Jéssica coleciona uniformes da novela Rebelde (Foto: Arquivo pessoal)

Colecionar algo por que tem paixão. Essa é uma das principais explicações dos colecionadores para guardar e comprar objetos de um determinado tipo. Há pessoas que colecionam pelo prazer que a atividade proporciona, ou simplesmente para ter uma recordação.

 

No caso da jovem de Caibi, no Oeste, Jéssica Giraldi, de 20 anos, a coleção é resultado de um grande amor da infância e início da adolescência, que hoje deixa saudade e recordação.

 

Desde pequena Jéssica passou a gostar de RBD, uma banda mexicana que surgiu em 2004 através da novela Rebelde, produzida pela Televisa em três temporadas. Apesar de fazer muito sucesso no mundo inteiro, conquistando crianças e jovens durante anos, a banda teve fim em 2009.

 

"O RBD pra mim é uma grande nostalgia, tanto da minha infância, quanto da minha adolescência, porque cresci ouvindo e escuto até hoje. Fui e sou completamente apaixonada. Também um sentimento de felicidade, porque quando eu estou triste, coloco RBD para escutar e sempre tem uma música que vai se encaixar com o sentimento", comenta.

 

Mesmo com o término, não só Jéssica, mas milhares de fãs ainda seguem acompanhando o trabalho dos seis integrantes, que hoje seguem carreiras diferentes.

Parte da coleção de Jéssica (Foto: Arquivo pessoal)

Jéssica, no decorrer dos últimos anos, passou a guardar pôsteres, todos os CD’s e DVD’s, fotos, cards, e até uniformes que faziam parte da novela Rebelde. A coleção da jovem já passa de 500 itens, sendo que boa parte deles foi comprado por ela.

 

"Para mim é muito importante guardar, são a minha maior relíquia, me fazem lembrar de cada um deles e me traz boas recordações", diz. 

 

Uma das ex-integrantes da banda, Dulce Maria, possuía o cabelo completamente vermelho, se tornando a marca registrada dela durante anos na carreira. Inspirada em Dulce e por gostar tanto da cantora e atriz, Jéssica acabou colorindo o cabelo no mesmo tom, para poder ficar parecida com ela.

 

"Eu comecei a pintar quando era pequena, usava papel crepom. Depois, com 14 anos, eu pintei de vermelho porque sempre queria mudar, e fiquei um ano e meio com ele assim", relembra.

 

RBD já não existe mais, mas Jéssica ainda tem esperanças de conhecer os ex-integrantes. Apesar de nunca ter ido a shows da banda, Jéssica e mais de dez mil outros fãs, já marcaram presença e aguardam ansiosos pelo “Show do RBD Sem o RBD”, evento promovido por fãs, que deve acontecer no mês de novembro, em São Paulo, e vai relembrar trajetória da banda.

Fã chegou a colorir o cabelo de vermelho para poder se parecer com integrante do grupo musical (Foto: Arquivo pessoal)






COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.