Temporal causa estragos em municípios da região nesta terça-feira

Casas foram destelhadas, barracões e chiqueiros ficaram destruídos e árvores foram arrancadas com a força do vento

Por Oeste Mais

30/06/2020 18h21 - Atualizado em 30/06/2020 19h37




O temporal que atingiu diversos municípios da região Oeste na tarde desta terça-feira, dia 30, causou grandes estragos.

 

No município de Chapecó, a Defesa Civil informou que os ventos chegaram a 108km/h. Foram 350 ocorrências de destelhamentos, quedas de árvores e galhos, segundo o que informou o site Clic RDC.

 

Até o momento não havia nenhuma informação sobre famílias desalojadas. Mais de 13 mil metros de lona foram distribuídos à população afetada. Além disso, uma idosa de 78 anos acabou morrendo após uma árvore cair sobre a residência dela.

 

Em Joaçaba e Herval d’Oeste houve destelhamentos e queda de árvores nas rodovias, além de queda de árvores sobre a rede elétrica, que causaram a interrupção do fornecimento de energia.

 

Conforme o site Caco da Rosa, o Corpo de Bombeiros recebeu muitos chamados para auxiliar à população afetada. Foram efetuados cortes e remoção de árvores na BR-282, entre Joaçaba e Catanduvas, Erval Velho e Campos Novos.

 

Em Vargeão e Faxinal dos Guedes também houve destelhamentos e quedas de árvores. Diversas residências foram afetadas, além de barracões e chiqueiros no interior dos municípios, que foram destruídos pela força do vento.

 

No município de Mondaí, uma empresa de móveis também foi atingida pelo vendaval. Conforme a Rádio Porto Feliz, o setor de carregamento da empresa foi atingido. Até o momento, não há a informação sobre feridos, mas houve diversos destelhamentos no município. 

 

Em Xanxerê, os estragos foram registrados nos bairros Veneza, Pinheiro e Femi, segundo a prefeitura do município. Lonas foram entregues para moradores que tiveram as residências destelhadas pelo vento forte.

 

Nos municípios de Palmitos e Itapiranga também houve grandes estragos nesta terça-feira. Árvores foram arrancadas com a força do vento, casas foram destelhadas e cabos de energia se romperam, conforme o site Wh3 e Rede Peperi. No interior de Itapiranga, as comunidades das Linhas Santa Cruz, Cordilheira, Santa Fé, foram as mais atingidas.














COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.