Menina ganha cabra de presente de Natal e cria filhote como animal de estimação

Animal de Sara Gubert de 13 anos deu cria a dois cabritinhos e um deles é o xodó da jovem

Por Kiane Berté

28/06/2020 12h17 - Atualizado em 28/06/2020 12h17


Sara alimenta cabrito com mamadeira, cinco vezes por dia (Foto: Arquivo pessoal)

Entre escolher roupas ou brinquedos como presente de Natal, a jovem Sara Cimadon Gubert, de 13 anos, preferiu ganhar algo diferente do que muitas crianças gostariam: uma cabra.

 

O animal, chamado de Bita, chegou na vida da menina há dois anos e meio e, nesse período, pariu dois filhotes: o Bitão, que é o mais velho, e o Bitinho, que nasceu no final de maio deste ano e já tem um mês de vida.

 

A propriedade da família de Victor Gubert, pai de Sara, que está localizada na Linha Urumbeva, interior do município de Vargeão, está rodeada de animais, assim como é em boa parte das propriedades do interior.

 

Nela, existem muitas vacas, bois, porcos, galinhas, cachorros e gatos, e todos eles são importantes para Sara, que foi criada desde muito pequena ao redor de todos eles.

Sara alimentando o pequeno Bitinho (Foto: Arquivo pessoal)

Com a chegada da cabra Bita, Sara Gubert passou a dar cada vez mais atenção aos animais, principalmente para Bitinho, o filhote mais novo. Bitinho se tornou o xodó da menina.

 

“A Sara cuida dele com muito carinho. É muito apegada e sempre está com ele no colo, levando para passear”, comenta a mãe da menina, Deonise Gubert.

 

Deonise conta que Bita acabou adoecendo e perdendo o leite que tinha quando o segundo filhote nasceu. A partir daí, para manter o animal com vida e forte, Sara passou a alimentar Bitinho com leite de vaca, direto de uma mamadeira, e isso fez com ele se tornasse o animal de estimação da família.

 

Sempre muito mimado e cuidado, o cabritinho recebe leite na mamadeira cinco vezes ao dia, pela própria Sara. Além disso, agora, como está maior, o cabrito também está se alimentando de pasto.



Cabrita Bita e o primeiro filhote dela, Bitão (Foto: Arquivo pessoal)

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.