Casas são recuperadas cinco dias após tornado atingir município do Oeste

Trabalho é fruto de ação rápida das equipes de auxílio e moradores

Por Oeste Mais

17/06/2020 09h05 - Atualizado em 17/06/2020 09h05



Em cinco dias, as famílias atingidas por um tornado em Descanso, no Extremo-Oeste de Santa Catarina, já conseguiram reparar boa parte dos danos. O trabalho é fruto de uma ação rápida das equipes de auxílio e moradores, que atuaram imediatamente no conserto das estruturas e entrega de materiais emergenciais.

 

“Logo após o evento registrado no Oeste, nossos coordenadores regionais deram todo suporte aos municípios. Após identificadas as necessidades, o trâmite para a liberação dos itens de assistência humanitária foi agilizado para possibilitar uma resposta rápida para as famílias atingidas pelo tornado”, comentou o chefe da Defesa Civil, João Batista Cordeiro Júnior.

Descanso no dia 11 e 16 de junho (Foto: Tiago Lorenski/Divulgação)

Conforme ele, os materiais entregues são adquiridos em processos licitatórios na modalidade de atas de registro de preço. “Desta forma, a DCSC está preparada para o atendimento rápido, nas mais diferentes situações”, destacou. O órgão pode realizar a entrega de colchões, telhas, kits de acomodação, de limpeza e de higiene e até mesmo kits de transposição (pontes).

 

Segundo o prefeito de Descanso, Sadi Bonamigo, o trabalho segue na cidade e no interior, principalmente com a limpeza, a cobertura de casas e o corte de árvores. As residências que ainda estão com lona aguardam vistorias dos seguros ou foram mais severamente danificadas.

 

Trabalho em diversas frentes de atuação

 

Além da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros Militar, logo após o registro do desastre natural na tarde da última quarta-feira, dia 11, foram mobilizadas equipes em diversas frentes de atuação para o restabelecimento de serviços como abastecimento e tratamento de água, distribuição de energia elétrica e intervenções nas rodovias catarinenses, que também apresentaram estragos por causa da forte chuva na região.

 

Desde as primeiras horas, o governo do estado colocou em ação uma força-tarefa formada pela Defesa Civil de Santa Catarina, Corpo de Bombeiros Militar, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável, de Infraestrutura e Mobilidade, Polícia Militar, Polícia Civil, Casan, Celesc e Epagri.

 

A primeira ação foi a distribuição de lonas para as famílias atingidas. O estado também fez o repasse de telhas, cestas básicas e ofereceu kits de transposição aos municípios que tiveram pontes destruídas pelos fenômenos climáticos.

 

Entre os materiais distribuídos aos municípios de Belmonte e Descanso foram destinados colchões, cumeeiras, mais de 3,3 mil telhas de fibrocimento, entre outros materiais. Até o momento foram destinados mais de R$ 350,5 mil para apoiar os atingidos.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.