Vigilância Sanitária limita produção em agroindústria de Concórdia

Todos os funcionários da BRF deverão fazer o teste para o novo coronavírus

Por Oeste Mais

20/05/2020 08h23



A vigilância sanitária de Concórdia sugeriu o afastamento de 50% dos funcionários da BRF no município para que todos façam o diagnóstico da covid-19.  Concórdia contabiliza sete mortes e 419 casos, conforme boletim divulgado na noite desta terça-feira, dia 19.

 

De acordo com o procurador Anderson Correa da Silva, do Ministério Público do Trabalho (MPT), a decisão foi tomada em reunião realizada com a presença de representantes da empresa, da vigilância sanitária local, Ministério Público de Santa Catarina e o MPT.

 

Com a realização dos exames, os funcionários que testarem positivo para a Covid-19 e não tiverem sintomas, ficarão sete dias afastados. Aqueles que testarem positivo e apresentarem sintomas ficarão afastados por 14 dias.

 

Após os testes em metade dos funcionários, os outros 50% seguirão o mesmo procedimento. Com isso, a Vigilância Sanitária de Concórdia quer garantir que todos os funcionários da companhia na cidade sejam testados. A medida é uma forma de conter a disseminação da doença.

Com informações do Valor Econômico


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.