Idoso que vive em asilo comemora 105 anos com festa em Ponte Serrada

Carlito Barreto vive há 32 anos no Lar dos Velhinhos, junto com outros 15 idosos

Por Redação Oeste Mais

12/05/2020 12h55 - Atualizado em 12/05/2020 13h10



Carlito ganhou bolo e salgados para comemorar o aniversário (Fotos: Divulgação)

Chegar aos 100 anos é para poucos, mas imagine comemorar o 105º aniversário. Carlito Barreto é um exemplo de longevidade.

 

Conforme documentos, Carlito vive há 32 anos no asilo ‘Lar dos Velhinhos’, de Ponte Serrada, junto de outros 15 idosos, e é a pessoa com mais idade na instituição, na frente de Eva, outra idosa de 86 anos, que também mora no abrigo.

 

Nesta segunda-feira, dia 11, Carlito comemorou o seu 105º aniversário, com direito a bolo e uma festa surpresa, junto com os colegas de moradia e funcionários da institução.

 

Carlito não tem filhos, mas recebe sempre o carinho e apoio dos funcionários e voluntários, que sempre estão ajudando no local, levando diversão e felicidade aos idosos.



Conforme uma das funcionárias da instituição, Eliane Bazi, Carlito era morador da Ressaca, interior de Ponte Serrada. Ele viveu de casa em casa, ajudando os agricultores e fazendo cestos, até que ficou impossibilitado de trabalhar e precisou ser levado ao asilo.

 

Eliane descreve Carlito como uma “relíquia”, porque, apesar da idade, se alimenta bem e toma remédio apenas para a pressão. “Apesar de ele caminhar com a muleta e ter dificuldade de andar e falar, ele se vira bem, ele vai no banheiro sozinho e arruma a cama dele”, conta.

 

Antes de Carlito, no asilo vivia Nório, o irmão dele. Nório acabou falecendo com 102 anos e foi o idoso mais velho na época.



Doações para o Lar

 

A instituição informou que, devido à pandemia do novo coronavírus, o asilo não está recebendo visitas no momento, e apenas funcionários estão podendo entrar e sair do Lar.

 

Os responsáveis também informaram que agora, com a chegada do inverno, os idosos – dez homens e seis mulheres – estão precisando de roupas para a estação gelada. Conjunto de moletom é o mais indicado, por ser quente e confortável.

 

Para quem quiser ajudar, basta entrar em contato através do telefone (49) 3435-1107.




COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.