Professora aposentada se dedica há mais de 30 anos aos trabalhos comunitários da igreja

Moradora de Vargeão, Neiva Lang Isotton é responsável por fazer os anúncios paroquiais na torre da igreja

Por Kiane Berté

13/03/2020 10h48 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Com 73 anos de idade e muita disposição, a vargeonense Neiva Lang Isotton ajuda fazendo trabalhos comunitários na Igreja Católica há mais de 30 anos. Neiva é casada com Aldo Isotton há 45 anos e juntos tiveram dois filhos: Vanessa Lang Isotton, que é médica, e Ramiro, advogado.

 

Além de ajudar com os trabalhos da igreja, Neiva, antes de se aposentar, também foi professora. Ela passou a lecionar aos 17 anos no interior de Xanxerê. Depois, foi professora em Vargeão e Faxinal dos Guedes. Além de dar aulas, ela também foi diretora da escola de Educação Básica Kyrana Lacerda, de Vargeão, durante 13 anos.

 

Com o incentivo do padre Augusto Dalló – hoje já falecido – ela ficou bem conhecida na cidade e no interior, participando da Liturgia da Igreja Católica e do Grupo de Cantos.

 

Neiva conta que através do padre Augusto, aprendeu a trabalhar com chás e ervas medicinais, e também a como fazer tinturas das mesmas. Depois de todo o aprendizado, ela passou a dar cursos no interior para o Clube de Mães. Um trabalho totalmente voluntário.

Neiva foi professora na região e também diretora da escola Kyrana Lacerda, de Vargeão (Foto: Divulgação)

Em Vargeão, os moradores já estão acostumados com o badalo do sino da igreja, que soa sempre que possível. Quando esse sino ecoa pela cidade, todos ficam atentos nas janelas ou até na calçada de casa, pois isso significa que anúncios importantes serão feitos através da torre da Igreja Católica.

 

No alto falante da igreja, geralmente são anunciados os avisos paroquiais e principalmente notas de falecimento no município. Neiva também é a responsável por fazer esses anúncios; isso, há dez anos.

 

“Como diz o professor Jaime Bruning: “Quanto mais o homem se afasta da natureza, mais caro ele paga por isso””, mensagem deixada por Neiva, aos leitores do Oeste Mais.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.