Skank anuncia que vai se separar em 2020, após 30 anos de carreira

Quarteto fará shows por todo o Brasil, tocando os 30 principais hits da banda

Por Oeste Mais

03/11/2019 18h16 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Skank está na estrada desde 1991 (Foto: Reprodução/Instagram)

A banda Skank anunciou neste domingo, dia 3, que fará uma “pausa” no final de 2020. Segundo um comunicado feito pelas redes sociais e página oficial do grupo, não houve briga, nem nada do tipo, "somente um desejo por experimentação, por correr riscos e buscar outras formas de realização sem ser como Skank".

 

“[Chegou a hora de] cada um olhar para si. É hora de experimentarmos, ainda que demos com os burros n´água. Quero me testar fora do Skank, me ver em um círculo de músicos fora do que sempre transitamos. Há muito ainda a descobrir”, disse Samuel Rosa, vocalista e guitarrista da banda.

 

Como despedida e em comemoração às três décadas de atividades, os músicos farão a turnê “30 Anos”, embalada por uma coletânea de 30 hits da carreira e uma canção inédita. A ideia é viajar por todo o país com shows cujas datas serão anunciadas em janeiro de 2020.

 

O baixista Lelo Zaneti reafirma que o compromisso do Skank é com o público e no cuidado com a carreira. “Não acreditamos que é preciso estar em baixa para dar uma parada, não precisa ser trágico, nem problemático”. Rosa faz coro ao discurso do companheiro dizendo que  “não precisa nem da decadência, nem da guerra para terminar alguma coisa”.

 

Formada em 1991 em Minas Gerais, Skank conta desde o início com sua formação original: Samuel Rosa, como vocalista e guitarrista; Henrique Portugal,  nos teclados; Lelo Zaneti, no baixo; e Haroldo Ferretti, na bateria.

Com informações da Folha de S.Paulo


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.