Tornado foi responsável por destelhamentos e tombamento de carreta no Oeste, aponta Defesa Civil

Município de Campos Novos decretou situação de emergência após ser atingido por temporal

Por Oeste Mais

30/05/2021 08h18



Caminhão foi tombado pelo vento (Foto: Corpo de Bombeiros)

Um tornado foi responsável por causar estragos no Oeste entre o final da noite de sexta-feira, dia 28, e madrugada de sábado, dia 29, segundo a Defesa Civil. O município mais atingido foi Campos Novos, que decretou situação de emergência.

 

As rajadas de vento passaram de 123 km/h no município, informou ainda a Defesa Civil. Um caminhão estacionado em um posto de combustível, que também teve parte da fachada arrancada pelo vento, acabou sendo tombado.

 

De acordo com os dados da Defesa Civil, que estão em atualização, 256 residências foram afetadas em seis bairros, dez famílias precisaram ir para a casa de parentes e 20 indústrias foram afetadas. O fornecimento de luz e água na região também foi prejudicado.

 

Foram registrados também quedas de postes e de estruturas metálicas. O Corpo de Bombeiros foi acionado em Campos Novos e precisou cortar árvores que caíram nas ruas. Os socorristas também entregaram lonas às famílias afetadas.

 

Os bairros mais atingidos foram Ernesto Zortea, Cohab Boa Vista e Distrito Industrial. Os bombeiros receberam relatos de que houve feridos, mas as próprias pessoas foram ao hospital, não foram levados pelos socorristas.

Casa destelhada em Campos Novos (Foto: Corpo de Bombeiros)

Estragos na região

 

Em Campos Novos, Brunópolis e Monte Carlo, o vendaval provocou a queda de postes e arremessou materiais contra a rede elétrica, o que prejudicou o fornecimento de energia. Equipes de emergência da Celesc continuavam em campo até a noite de ontem para atender a esses casos.

 

Durante o vendaval, quatro torres de transmissão de energia elétrica da área foram derrubadas pelo vento. Foram prejudicadas as cidades de Videira, Caçador, Fraiburgo, Matos Costa, Timbó Grande, Calmon, Lebon Régis, Rio das Antas, Macieira, Salto Veloso, Arroio Trinta, Tangará, Ibiam e Campos Novos.

 

A Celesc priorizou hospitais e postos de saúde da região e forneceu óleo para os geradores desses locais, segundo a presidente interina da empresa, Claudine Anchite. “Essas torres não são de propriedade da Celesc, elas compõem a rede básica de transmissão, mas a Celesc está prestando todo o apoio à empresa transmissora”, pontua.

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.