Brasil tem maior variedade de árvores do mundo

Segundo levantamento inédito, 14% das 60.065 espécies de árvores do planeta estão no país

Por Oeste Mais

07/04/2017 07:35 - Atualizado em 31/01/2018 23:11


O Brasil é o lugar que apresenta a maior diversidade de árvores de todo o planeta, afirma um estudo inédito. De acordo com o levantamento, publicado no Journal of Sustainable Forestry, o país conta com 8.715 espécies de árvores, ou 14% das 60.065 contabilizadas em todo o mundo.

 

É a primeira vez que cientistas fazem um relatório completo de todas as espécies de árvore do planeta e sua distribuição por países. A análise, que levou dois anos para ficar pronta, foi realizada pelo Botanical Gardens Conservation International (BGCI), com 375.000 registros fornecidos por sua rede internacional de 500 jardins botânicos em mais de cem países.

 

De acordo com a instituição, informações sobre a variedade e distribuição das árvores são fundamentais para a identificação de espécies ameaçadas e para delinear planos de conservação.

 

“A principal razão para vencer o desafio de documentar a diversidade de árvores do mundo foi fornecer uma ferramenta para todos que se esforçam para conservar espécies raras e ameaçadas”, afirmou a instituição.

Pela primeira vez, cientistas fazem relatório completo de todas as espécies de árvore do planeta e sua distribuição por países (Foto: Kiane Berté/Oeste Mais)

Plantas ameaçadas de extinção

 

De acordo com o relatório, Colômbia é o segundo país com a maior diversidade de espécies de árvores, com 5.776 e, em seguida, vem a Indonésia, com 5.142. Com exceção dos polos do planeta, onde não existem árvores, o lugar com o menor número de espécies é a região próxima ao Ártico, na América do Norte, com menos 1.400.

 

O levantamento apontou também que trezentas espécies contam com menos de cinquenta exemplares em florestas de todo o mundo e estão seriamente ameaçadas.

 

Cerca de 2.000 novas plantas são descritas todos os anos e a base de dados deve ser atualizada periodicamente com as novas espécies, segundo a BGCI.

Veja


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.