Ministros com mandato de deputado são exonerados para votar Previdência

Ao todo, o governo conta com quatro ministros com mandato na Câmara

Por Oeste Mais

09/07/2019 08:36 - Atualizado em 09/07/2019 08:36



Ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Tereza Cristina (Agricultura) e Marcelo Álvaro Antônio (Turismo) (Foto: Alan Santos/PR, Mariana Dias/G1 e Roque de Sá/Agência Senado)

Os ministros Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, e Marcelo Álvaro Antônio, do Turismo, foram exonerados nesta terça-feira, dia 9. Eles voltarão à Câmara dos Deputados para votar a proposta de reforma da Previdência. As exonerações foram publicadas no Diário Oficial da União.

 

O porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, antecipou na segunda-feira que os ministros de Estado que têm mandato na Câmara dos Deputados seriam exonerados temporariamente para participar da votação em plenário.

 

Além de Lorenzoni e Marcelo Álvaro, o governo conta com mais dois ministros com mandato na Câmara: Tereza Cristina (Agricultura) e Osmar Terra (Cidadania). Até a publicação desta reportagem, porém, não havia sido publicada a exoneração de Tereza Cristina. Osmar Terra não voltará à Câmara porque o seu suplente, o deputado Darcísio Perondi (MDB-RS), é favorável à reforma.

 

Onyx e Tereza Cristina são filiados ao DEM; Antônio é filiado ao PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro; e Terra é do MDB.





Com informações do G1